Amunam leva roda de leitura para praças

De posse de livros com histórias infantis, meninos e meninas se revezam contando histórias e dando muita gargalhada à sombra de árvores.

Adolescentes da Amunam levam solidariedade

crianças e adolescentes do Projeto Dando a Volta por Cima da Associação das Mulheres de Nazaré da Mata visitaram o Abrigo Domingos de Azevedo Irmã Guerra.

Coração Nazareno realiza show em festival

O Maracatu Coração Nazareno, idealizado e organizado pela Associação das Mulheres de Nazaré da Mata, abriu o Festival Camará, em Camaragibe.

Grupos da Amunam se apresenta em polo junino

A Quadrilha Junina, composta por crianças e adolescentes do Projeto Dando a Volta por Cima abriu a festa no polo Circo do Forró, mostrando a todo o público presente todas as suas cores, animação e desenvoltura.

.

.

Anvisa diz que prazo para liberar vacinas tem a ver com documentação

O diretor-presidente presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres , disse nesta quarta-feira (14) que não há um “cronômetro” determinando os trabalhos da agência na liberação do uso de vacinas contra a Covid-19. Segundo Barra Torres, as decisões são tomadas com base na documentação exigida. Sputnik V, vacina. “Sobre a análise das vacinas Covaxin [Índia] e Sputnik V [Rússia], não há neste momento um cronômetro disparado sobre a agência. Nossa análise só progride com o aporte de documentos”, destacou Barra Torres ao participar de reunião da diretoria colegiada da Anvisa.
A manifestação de Torres coincide com o prazo de 30 dias, dado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal ( STF) Ricardo Lewandowski, para que a Anvisa decida sobre o pedido de importação da Sputnik V pelo governo do Maranhão. Barra Torres reafirmou que a liberação de uso só vai avançar mediante a entrega de informações sobre os imunizantes. Até agora, nove unidades da Federação - Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Pernambuco, Bahia, Acre, Rio Grande do Norte e Sergipe - solicitaram à agência autorização excepcional para importar doses da vacina russa. A compra seria fora do Programa Nacional de Imunizações. Kit intubação Na mesma reunião, a Anvisa confirmou a liberação de importação direta de insumos para acelerar o acesso a medicamentos do kit intubação, usado no tratamento de pacientes graves internados com Covid-19. A medida autoriza o registro e importação de medicamentos anestésicos, sedativos, bloqueadores neuromusculares e de outros fármacos hospitalares usados no tratamento da Covid-19 de empresas que ainda estão sem registro. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Terminam hoje inscrições para o Sisu do primeiro semestre

O resultado está previsto para ser divulgado no dia 16 de abril. Termina nesta quarta-feira (14), às 23h59, o prazo de inscrições para o processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do primeiro semestre de 2021. Os estudantes devem realizar as inscrições, exclusivamente, por meio da página do programa na internet, utilizando o mesmo login cadastrado no portal de serviços do governo federal. O Sisu é o programa do Ministério da Educação (MEC) para acesso de brasileiros a um curso de graduação em universidades públicas do país. As vagas são abertas semestralmente, por meio de um sistema informatizado, e os candidatos são selecionados de acordo com suas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para esta seleção serão exigidos, exclusivamente, os resultados obtidos pelos estudantes no Enem de 2020, aplicado neste ano. Para participar, o estudante não pode ter zerado a redação. O período de inscrições do Sisu começou no dia 6 de abril e terminaria no dia 9, mas foi prorrogado pelo Ministério da Educação até esta quarta-feira. São ofertadas, nesta edição, 206.609 mil vagas em 5.571 cursos de graduação, distribuídos em 109 instituições em todos os estados do Brasil e no Distrito Federal.
O resultado está previsto para ser divulgado no dia 16 de abril. O processo de matrícula será de 19 a 23 de abril, em dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição de ensino. O estudante poderá se inscrever no Sisu em até duas opções de vaga e especificar a ordem de preferência. Ele poderá optar por concorrer às vagas de ampla concorrência ou aquelas reservadas a políticas de ações afirmativas, as cotas. Entretanto, não é permitida a inscrição em mais de uma modalidade de concorrência para o mesmo curso e turno, na mesma instituição de ensino e local de oferta. Nota de corte Durante o período de inscrição, o sistema disponibilizará ao candidato, em caráter informativo, a nota de corte para cada instituição participante, local de oferta, curso, turno e modalidade de concorrência. As informações são atualizadas periodicamente conforme o processamento das inscrições. No caso, o estudante poderá alterar as suas opções de curso, bem como efetuar o seu cancelamento. A classificação no Sisu será feita com base na última alteração efetuada e confirmada no sistema. A nota de corte é a menor nota para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados para cada curso. A partir deste ano, o MEC voltará a calcular as notas de corte do Sisu como fazia antes de 2020, quando o formato foi alterado. Assim, a nota do candidato parcialmente classificado no curso de sua primeira opção de inscrição não será mais computada para efeito do cálculo da nota de corte do curso de sua segunda opção. Até então, os candidatos tinham acesso à classificação tanto para a primeira quanto para a segunda opção de curso, independente de terem se classificado para a primeira opção. Entretanto, considerar a nota deles no cálculo da segunda opção de curso pode fazer com que a nota de corte desses cursos aumente, gerando uma camuflagem e um aumento de notas de corte que pode não ser real. Lista de espera O processo seletivo do Sisu referente à primeira edição de 2021 vai ocorrer em uma única chamada. Para participar da lista de espera, o estudante deverá manifestar seu interesse por meio da página do Sisu na internet, no período de 16 a 23 de abril, em apenas um dos cursos para o qual optou por concorrer. Aquele que foi selecionado na chamada regular em uma de suas opções de vaga não poderá participar da lista de espera, independentemente de ter realizado ou não sua matrícula na instituição. Os procedimentos para preenchimento das vagas não ocupadas na chamada regular serão definidos em edital próprio de cada instituição participante. Fonte:https://giro.matanorte.com/

Paulo anuncia vacinação para pessoas acima de 60 anos

Por Houldine Nascimento, da equipe do Blog O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), divulgou, hoje, a ampliação da imunização contra a Covid-19 para pessoas acima de 60 anos em todo o Estado. De acordo com o gestor, isso só foi possível pela chegada de mais 255 mil doses de vacinas, prevista para amanhã.
“É um passo importante na proteção da população idosa, que já vem registrando resultados positivos nas faixas etárias cuja imunização já foi concluída. Nosso esquema de logística está pronto e a distribuição dessas novas doses será concluída até a próxima sexta-feira”, destacou. ÁGUA – Ainda segundo o governador, o volume de chuvas registrado nos últimos cinco dias elevou o nível de armazenamento dos principais reservatórios da Região Metropolitana do Recife. Isso vai permitir a flexibilização do rodízio do abastecimento de água nas áreas mais críticas da RMR. “O novo calendário será divulgado pela Compesa, e vai permitir uma oferta maior para atender às demandas da nossa população. Com mais água, temos mais condições de intensificar a higienização das mãos e dos ambientes”, afirmou. Fonte: https://www.blogdomagno.com.br/

Funcultura Geral 2020-2021 abre período de inscrições pela internet

As inscrição para o edital 2020-2021 do Funcultura Geral, promovido pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), terão início nesta sexta-feira (16). Os proponentes interessados deverão realizar sua inscrição exclusivamente pela internet, por meio da plataforma Prosas, até o dia 30 de abril deste ano. Ao todo serão disponibilizados R$ 15,68 milhões para incentivar projetos das seguintes linguagens culturais: Artes Integradas, Artes Plásticas, Artes Gráficas e Congêneres, Artesanato, Circo, Cultura Popular e Tradicional, Dança, Design e Moda, Fotografia, Gastronomia, Literatura, Ópera, Patrimônio, Teatro, Formação e Capacitação e Pesquisa Cultural.
Somado aos editais de Audiovisual, Música e Microprojeto Cultural, a Fundarpe irá incentivar neste ano a produção cultural independente do Estado com recursos na ordem de R$ 37 milhões. SEM PAPEL Atendendo a uma demanda da produção cultural pernambucana e cumprindo uma promessa do Governo de Pernambuco, a Fundarpe também anunciou a digitalização de todos os processos de inscrição de projetos no Funcultura nestes próximos editais 2020-2021 do Audiovisual, Geral, Música e Microprojeto Cultural. A digitalização acontecerá por meio da plataforma on-line Prosas (prosas.com.br), utilizada em inúmeros editais nacionais, tanto governamentais como de empresas privadas, inclusive multinacionais. O objetivo é, antes de tudo, facilitar e democratizar o acesso aos recursos públicos da cultura. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Campanha de vacinação contra a gripe já começou em Ipojuca

Seguindo o calendário definido pelo Ministério da Saúde, a Prefeitura do Ipojuca, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou, ná terça-feir (13), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Por conta da recomendação para que a pessoa não seja imunizada conjuntamente contra o vírus da Influenza e a Covid-19, nesta primeira etapa da campanha, os públicos-alvo da ação são: crianças a partir de 6 meses até 6 anos incompletos, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), além dos próprios profissionais de saúde que estão aplicando as doses. Essa fase segue até o próximo dia 10 de maio.
A imunização ocorre em todos os postos de saúde do município. As unidades estão abertas de segunda a sexta-feira das 8h às 16h. Devido a questão da pandemia da Covid-19, os cuidados precisam ser reforçados ao sair de casa. O ideal é evitar horários de pico, levar apenas um acompanhante caso seja necessário, manter o distanciamento social e o uso obrigatório de máscara de proteção. “Todos os nossos postos estão abastecidos e prontos para receber a população para esse processo da vacinação contra a Influenza. E para evitar aglomeração nos postos de saúde, definimos outros pontos para a imunização dos idosos com mais de 64 anos para prosseguir com a vacinação contra a Covid”, destacou a gerente de Atenção Básica do Ipojuca, Gilcele Marília. A campanha de imunização contra a Gripe segue até o dia 9 de julho. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Pernambuco registra 83 mortes e 2.359 novos casos da Covid-19

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (14), 2.359 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 128 (5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.231 (95%) são leves.
Agora, Pernambuco totaliza 375.115 casos confirmados da doença, sendo 38.052 graves e 337.063 leves. Também foram confirmados 83 óbitos, ocorridos entre 02/08/2020 e 13/04/2021. Com isso, o Estado totaliza 12.988 mortes pela Covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Covid-19: variante britânica não causa doença mais grave, diz estudo

Estudos científicos publicados em duas áreas da revista médica Lancet indicam que as pessoas infectadas com a variante do SARS-CoV-2 identificada no Reino Unido não contraem formas mais graves da Covid-19. Os estudos foram feitos por observação, analisando a situação de pessoas infectadas com a variante designada como B.1.1.7, em um hospital de Londres, no Reino Unido, e por meio do que cerca de 37 mil pessoas infectadas declararam num trabalho britânico de acompanhamento de sintomas. Em artigo publicado no boletim The Lancet Infectious Diseases, foram analisados 341 doentes admitidos no hospital do University College e no hospital da Universidade de North Middlessex em novembro e dezembro passado. A conclusão foi que os infectados com a variante não ficaram doentes com maior gravidade, mas a carga viral foi superior. “Não se detectou prova de uma associação entre a variante e doença mais grave, com 36% dos doentes com a B.1.1.7. a ficarem gravemente doentes e a morrerem, quando comparado com os 38% dos que tinham uma variante diferente”, concluíram os pesquisadores, que reconhecem a necessidade de investigação mais aprofundada.
Em outro estudo, divulgado na publicação The Lancet Public Health, analisaram-se dados submetidos à aplicação Covid Symptom Study entre setembro e dezembro de 2020, que foram cruzados com as análises genéticas regionais conduzidas pelas autoridades de saúde britânicas destinadas a detectar a presença de variantes. “A análise revelou que não há associações estatisticamente significativas entre a proporção da B.1.1.7. entre regiões e os tipos de sintomas que as pessoas tiveram”, concluíram os pesquisadores. Além disso, a proporção de pessoas que tiveram casos prolongados de Covid-19, com sintomas persistentes, não foi alterada pela presença da variante. No entanto, os autores concluíram que o índice de transmissibilidade (Rt) é 1,35 vez superior na variante B.1.1.7. A investigadora Britta Jewel, do Imperial College, comentou que o estudo contribui para o consenso de que a B.1.1.7. aumenta a transmissibilidade, o que levou, em grande parte, ao aumento exponencial de casos no Reino Unido e em outros países europeus. Fonte:https://www.diariodepernambuco.com.br/

Começam nesta sexta-feira (16) as inscrições para o 16º Concurso do Patrimônio Vivo

Promovido pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), o 16º Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco (RPV-PE) terá seu prazo de inscrições iniciado na próxima sexta-feira (16). O edital tem o objetivo de reconhecer e apoiar mestres, mestras e grupos da cultura tradicional e popular de Pernambuco, o valor do seu legado e sua contribuição para a transmissão desses conhecimentos para pessoas de gerações mais novas, a fim de que mantenham os saberes e fazeres dos mais antigos. As inscrições deverão ser feitas pela internet, exclusivamente pela plataforma Prosas (www.cultura.pe.gov.br/editais-prosas), até o dia 30 de abril deste ano. De acordo com Marcelo Canuto, presidente da Fundarpe, a mudança no processo de inscrição se deu principalmente para preservar os mestres e mestras de Cultura Popular. “Com a inscrição online, está sendo possível melhorar e democratizar as condições de participação de mestres, mestras e grupos, que há algum tempo solicitam a facilitação das condições de inscrição levando em conta o grande volume de documentos que devem ser apresentados, além da possibilidade de envio, pela internet, de qualquer parte do Estado.
Nossas equipes vão oferecer suporte aos candidatos no sentido de orientar sobre a realização das inscrições pelo Prosas”, pontua o presidente da Fundarpe. “A iniciativa visa salvaguardar os grupos e artistas de cultura popular por meio de uma bolsa vitalícia e da participação em programações de eventos como o Festival de Inverno de Garanhuns, Fenearte, Outras Palavras, entre outros”, destaca Gilberto Freyre Neto, secretário Estadual de Cultura. Segundo Marcelo Renan, coordenador de Patrimônio Imaterial da Gerência de Preservação do Patrimônio Cultural da Fundarpe, há um esforço permanente da Secult-PE/Fundarpe e do Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (CEPPC) em incentivar a participação de mestres, mestras e grupos nesse concurso. “Em 2020, em meio a uma pandemia e às necessárias adaptações do certame, tivemos um total de 100 candidatos inscritos, comparado aos 63 candidatos em 2019; representantes de todas as regiões do Estado, com destaque para o aumento de participantes do Sertão e da Mata Sul, que antes da pandemia haviam recebido formações presenciais sobre o concurso.”, ressalta Marcelo Renan. INSCRIÇÕES – A candidatura, seja de pessoa física ou grupo, deve ser indicada por uma entidade proponente, e não pelo próprio interessado. São consideradas aptas para apresentar candidatura: a Assembleia Legislativa de Pernambuco; as Câmaras de Vereadores dos municípios pernambucanos, além de entidades sem fins lucrativos, sediadas no Estado e atuantes a mais de dois anos. A avaliação das propostas é feita pelo Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (CEPPC), que anualmente escolhe seis novos candidatos que passam a receber o diploma do Governo de Pernambuco com o título de “Patrimônios Vivos de Pernambuco” além de uma bolsa mensal vitalícia, no valor de R$ 1.600,00 (no caso de pessoa física) e R$ 3.200,00 (quando for grupo, entidade, agremiação ou associação) Segundo o edital, as bolsas de incentivo financeiro são destinadas a pessoas físicas ou jurídicas que tenham alcançado um estágio de reconhecida capacidade profissional ou institucional, escolhidas em decorrência de processo de seleção pública, que leva em consideração as justificativas, os currículos, o mérito e a qualidade dos trabalhos executados pelos candidatos à inscrição no RPV-PE. Desde a edição do ano passado, as defesas de candidatura de pessoa física ou grupo são feitas com registro em vídeo, que este ano deverá ser enviado no ato da inscrição e com até 10 minutos, conforme orientações contidas no edital. A avaliação das candidaturas inscritas acontecerá em diferentes etapas. Primeiro, a etapa de habilitação técnica da documentação dos candidatos; depois, uma Comissão Especial de Análise elaborará pareceres sobre as candidaturas habilitadas considerando critérios, tais como: relevância do trabalho desenvolvido, idade do candidato ou tempo de existência do grupo e avaliação da carência social. Na terceira etapa, as candidaturas serão analisadas pelo CEPPC que deliberará pela titulação e registro de seis novos Patrimônios Vivos do Estado de Pernambuco. A previsão é que a diplomação dos novos Patrimônios Vivos ocorra na cerimônia de celebração do Dia Nacional do Patrimônio Cultural, comemorado em 17 de agosto. PATRIMÔNIOS VIVOS - A Lei do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco, Lei Estadual 12.196/2002, normatizada por meio do Decreto nº 27.503/2004, deu início, em 2005, ao Concurso do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco (RPV–PE), fortalecendo as estratégias de salvaguarda dos saberes populares e tradicionais de mestres, mestras e grupos em diferentes áreas culturais e regiões do Estado. Inicialmente, registravam-se três novos Patrimônios Vivos, situação alterada pela Lei Estadual 15.944/2016, aumentando para seis os registros anuais no RPV- PE. Ao longo das dezesseis edições do concurso, cada um dos novos Patrimônio Vivos de Pernambuco contou com prioridade em análises de projetos e participação em eventos promovidos pelo Estado, bem como participaram de diferentes ações de promoção, difusão e transmissão dos saberes, como o Festival Pernambuco Nação Cultural, Festival de Inverno de Garanhuns, Fenearte, Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco e Outras Palavras, entre outros. Até hoje, 69 Patrimônios Vivos foram registrados, sendo 44 pessoas físicas (entre elas 18 falecidas), e 25 grupos. Fonte: http://www.cultura.pe.gov.br/canal/patrimonio

Saúde calcula que 1,5 milhão de brasileiros estão com 2ª dose atrasada

Aproximadamente 1,5 milhão de brasileiros que foram contemplados na primeira etapa de imunização contra a Covid-19 estão com atrasos para receber a segunda dose, necessária tanto para quem recebeu a CoronaVac quanto a vacina de Oxford/AstraZeneca. O cálculo é do Ministério da Saúde, que alerta para a necessidade de procurar os postos de vacinação para a aplicação do reforço, ainda que fora do prazo recomendado. "Quem atrasou e não conseguiu [tomar a segunda dose] com 28 dias, no caso da CoronaVac, ou 84 dias, da AstraZeneca, deve completar o esquema. Vamos emitir uma lista por unidade federada com essa situação", afirmou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Francieli Fantinato, nesta terça-feira (13), em conversa com jornalistas no MS. A partir desse levantamento, a necessidade imediata é de discussão junto aos conselhos nacionais de secretários de saúde estaduais e municipais (Conass e Conasems) para que o sistema tripartite elabore "uma estratégia para buscar essas pessoas, a fim de que elas completem o esquema e garantam a eficácia das vacinas", completou Fantinato.
Doses casadas O motivo do atraso não foi justificado pela falta de doses disponíveis aos estados. Em razão dos atrasos do ingrediente farmacêutico ativo (IFA), no entanto, o Ministério da Saúde avalia se voltará a mandar aos estados as doses casadas, exigindo dos gestores locais reservar metade da remessa para segunda aplicação ou se continua enviando doses apenas para as primeiras aplicações e, posteriormente, garante outro envio para o reforço. "A orientação sempre vem pelo informe técnico semanal. Temos feito um trabalho grande com os coordenadores estaduais para que possam orientar os municipais", disse a coordenadora do PNI. Nesta semana, a pasta espera receber mais 5 milhões de doses de vacinas para garantir nova distribuição aos entes federados. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br

Resultado preliminar do Auxílio Emergencial Ciclo Carnavalesco será divulgado no dia 13 de abril

A Secult-PE/Fundarpe e Setur-PE/Empetur vão divulgar, na próxima terça-feira (13), o resultado preliminar do edital do Auxílio Emergencial Ciclo Carnavalesco de Pernambuco, iniciativa do Governo de Pernambuco que tem como objetivo conceder apoio financeiro a artistas e grupos culturais da tradição carnavalesca de todo o Estado que estão impedidos de promover suas atividades por conta da pandemia da Covid-19. Previsto para ser divulgado nesta sexta-feira (9), o adiamento da divulgação do resultado preliminar não mudará a publicação do resultado final, no dia 26 de abril, e nem a data prevista para pagamento, no dia 30. A única alteração será no prazo de recursos que, a partir de agora, poderão ser apresentados entre os dias 14 e 16 de abril. Para mais informações ou esclarecimento de dúvidas, estão disponíveis para consulta os telefones (81) 3184-3015, (81) 3184-3040 e (81) 3184-3047 (de segunda a sexta-feira, das 09h às 12h e das 14h às 17h), e o e-mail: duvidas.auxiliope2021@gmail.com. Confira aqui o novo calendário. INVESTIMENTO - Ao todo, serão destinados recursos do Tesouro Estadual da ordem de R$ 3 milhões para centenas de cantores, cantoras, blocos, agremiações, grupos de maracatu, orquestras de frevo, caboclinhos, entre outros ligados à tradição do Carnaval. A iniciativa é da Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE), da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), da Secretaria de Turismo e Lazer (Setur-PE) e da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur). Os interessados deverão ter domicílio comprovado no Estado e ter participado, pelo menos uma vez, da programação do Carnaval de Pernambuco dos últimos três anos (2018, 2019 e 2020). O edital vai contemplar as categorias Cultura Popular, Dança e Música. O valor do Auxílio Emergencial Ciclo Carnavalesco de Pernambuco corresponderá a 60% do último cachê recebido pelo artista ou grupo cultural, por meio de contratação realizada pela Fundarpe ou Empetur, nos Ciclos Carnavalescos de 2018, 2019 e 2020. Os valores definidos terão um piso de R$ 3 mil e um teto de R$ 15 mil, pagos em parcela única. Fonte: http://www.cultura.pe.gov.br/

Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina hoje

Acaba hoje (12) o prazo para o trabalhador que teve a nova rodada do auxílio emergencial negada contestar a decisão. Os pedidos devem ser feitos no Portal de Consultas da Dataprev , que fornece a relação de quem teve o benefício liberado em 2021. A contestação, no entanto, não pode ser feita por qualquer beneficiário. Só pode pedir a reativação do benefício quem recebia o auxílio emergencial de R$ 600 ou a extensão de R$ 300 em dezembro do ano passado. O prazo para novos pedidos de benefícios acabou em 3 de julho do ano passado e não foi reaberto para a nova rodada. O pedido de contestação pode ser feito após o trabalhador fazer a consulta no site da Dataprev, estatal que cadastra os dados dos beneficiários, e constatar que teve o benefício cancelado. Caso o resultado dê “inelegível”, a própria página oferecerá a opção de “contestar”, bastando o trabalhador clicar no botão correspondente.
O sistema aceitará somente pedidos considerados passíveis de contestação, que permitem a atualização das bases de dados da Dataprev, como data de nascimento errada, CPF não identificado e informações incorretas sobre vínculos empregatícios e recebimento de outros benefícios sociais e trabalhistas. O prazo de contestação começou no dia 2 e seguirá por dez dias corridos, até esta segunda-feira. Reavaliação O Ministério da Cidadania também esclarece que, mesmo após o recebimento da primeira parcela, o auxílio emergencial pode ser cancelado. O governo fará um pente fino constante para verificar eventuais inconsistências ou irregularidades no pagamento do benefício. Caso o pagamento seja cancelado, o beneficiário também poderá contestar a decisão no site da Dataprev. Também é possível reverter o cancelamento por meio de decisão judicial ou de processamentos de ofício realizados pelo Ministério da Cidadania. A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br

Mais 236 mil famílias vão receber o novo auxílio emergencial

O pagamento do novo auxílio emergencial foi aprovado para mais 236 mil brasileiros. Os cadastros foram autorizados após o governo reprocessar os dados das pessoas que estavam recebendo a ajuda no fim do ano passado e já podem ser conferidos no portal de consultas do auxílio. "Mais 236 mil famílias passam a fazer parte do público de elegíveis ao Auxílio Emergencial 2021. Após reprocessamento de dados, elas foram consideradas aptas a receber o benefício do governo federal", informou, em nota, o Ministério da Cidadania. De acordo com a pasta, esses brasileiros já podem consultar seus dados no site do auxílio desde sábado (10) e receberão o benefício nos próximos dias. "Desse universo de novos elegíveis, os nascidos entre janeiro e maio receberão a primeira das quatro parcelas na próxima quinta-feira (15). Os que nasceram depois de maio entram no calendário normal de repasses", esclareceu.
A aprovação desses cadastros vem depois de milhões de brasileiros reclamarem que tiveram o benefício negado ou que estavam com os dados em processamento, mesmo depois de o governo dar início aos pagamentos do novo auxílio emergencial. O movimento Renda Básica que Queremos calcula que 4,5 milhões de pessoas estavam nessa situação e já havia dito que nem todos esses cadastros deveriam ser aprovados, após o reprocessamento de dados do governo, já que o novo auxílio tem regras mais rígidas que as do ano passado. Segundo o governo, o auxílio emergencial chegou a 68 milhões de pessoas em 2020 e poderia alcançar até 45 milhões de brasileiros em 2021. Ao dar início aos pagamentos do novo auxílio, na semana passada, no entanto, o Executivo informou que havia aprovado o cadastro de 40,4 milhões de pessoas. Com o novo grupo de aprovamos, esse número sobe para 40,6 milhões. Mudanças Em live para esclarecer as dúvidas sobre o auxílio, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que duas regras justificam a maior parte desses cortes. É que, neste ano, o auxílio só será pago a uma pessoa por família e para quem tem uma renda familiar mensal inferior a meio salário mínimo por pessoa ou renda familiar mensal superior a três salários mínimos no total. Quem teve o auxílio negado, contudo, pode contestar a avaliação do governo até esta segunda-feira (12). A contestação está disponível no Portal de Consultas da Dataprev para todos aqueles que podem ter os dados atualizados na base da Dataprev. Fonte:https://www.diariodepernambuco.com.br/

PROGRAMA ESPAÇO DA MULHER DESTA SEXTA-FEIRA DISCUTIU SOBRE FMINISMO X FEMINICÍDIO

O Feminismo é um movimento social que tem como um dos objetivos combater o Feminicídio, que se manifesta em uma sociedade machista e patriarcal. Feminicídio é o que caracteriza o homicídio de mulheres que foram mortas exclusivamente por serem mulheres. O movimento feminista tem o objetivo de alcançar a igualdade de direitos. Ele também não é a imposição de obrigatoriedades às mulheres. Não é porque você é feminista que, necessariamente, você tenha que odiar homens ou não se depilar. Ser feminista e luta pelos seus direitos diante da sociedade machista e preconceituosa em que vivemos. Algumas pessoas acreditam que feminismo é o machismo ao contrário, mas isso não é verdade. Afinal, o que o movimento feminista deseja é uma política de afirmação da igualdade de direitos entre homens e mulheres. Por que lugar de mulher, não é na cozinha ou dentro de casa sendo escrava de relacionamentos abusivos. Lugar de mulher é onde ela quiser.
O feminicídio é o homicídio praticado contra a mulher em decorrência do fato de ela ser mulher (misoginia e menosprezo pela condição feminina ou discriminação de gênero, fatores que também podem envolver violência sexual) ou em decorrência de violência doméstica. Se ame, se valorize, seja independente, não aceite ser violada, antes de tudo seja Mulher! Neste contexto, o Programa Espaço da Mulher desta sexta-feira dia 09/04/2021 discutiu sobre: Feminismo e Feminicídio. Para a discussão a apresentadora Eliane Rodrigues de Andrade Ferreira contou com a participação de Izabel Santo: Faz parte da Coordenação do Centro das Mulheres do cabo. Nataly Queiroz – Jornalista, feminista, Viviane de Melo- Bióloga, Bruna Veiga - Advogada da Secretaria da Mulher do Recife, Sandra Santos- Perita Criminal e Chefe de Policia Cientifica do Estado de Pernambuco, Camila Barra – Atriz e palhaça, Natalia Catarino – Atriz e Palhaça. Apresentadora Eliane Rodrigues, finaliza o programa dizendo: Se ame, se valorize, seja independente, não aceite ser violada, antes de tudo seja Mulher!

Olinda realiza fiscalização em praias e bairros a partir desta sexta

A Prefeitura de Olinda anunciou que a partir das 15h desta sexta-feira (9) pontos como o Alto da Sé, no Sítio Hstórico, e bairros do município vão passar por fiscalização. Segundo a prefeitura, serão repassadas orientações dos servidores da Operação Integrada a comerciantes e moradores sobre o uso correto da máscara, hiene e distanciamento social, devido a pandemia da Covid-19. Já no sábado e domingo, o município informou que dará seguimento às intervenções em praias e centros comerciais, com monitoramento das 8h às 17h nos 9 km da orla olindense. "Os exercícios físicos individuais e banho de mar estão permitidos. No entanto, seguem vetados os esportes coletivos e o comércio de alimentos. Conforme as medidas, o uso de cadeira e de guarda-sol na areia está suspenso, evitando assim possíveis pontos de aglomeração", disse a prefeitura.
No mesmo fim de semana, bairros como Rio Doce, Ouro Preto e Caixa D'Água vão receber ações das equipes da Guarda Municipal, Polícia Militar de Pernambuco, Vigilância Sanitária e Controle Urbano. De acordo com o município, os profissionais também estarão nos pontos de fiscalização para prestar informações sobre as normas de higiene. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Morre aos 99 anos o príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II

Morreu na manhã desta sexta-feira (9) o príncipe Philip, aos 99 anos. O marido da rainha Elizabeth II "faleceu pacificamente" no Castelo de Windsor, na Inglaterra. O comunicado foi feito através do perfil oficial da família real britânica no Instagram. A causa da morte não foi divulgada.
"É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anuncia a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo", trouxe o texto oficial do palácio. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Prazo de inscrições para o Sisu termina nesta sexta-feira

As inscrições para o processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do primeiro semestre de 2021 terminam, às 23h59, desta sexta-feira (9). Para a inscrição, não há qualquer cobrança de taxa. O resultado está previsto para ser divulgado no dia 13 de abril. De acordo com o Ministério da Educação, o primeiro processo seletivo de 2021 ultrapassou a marca de 2 milhões de inscrições, nessa quinta-feira. Até as 18h de ontem (98) foram registradas 2,031 milhões de inscrições. Já o total de estudantes inscritos estava em 1,057 milhão. Cada inscrito pode fazer inscrição em até dois cursos de sua escolha, por isso o dado de inscrição pode ser até o dobro do de inscritos. Para participar do Sisu será exigido do candidato que ele tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição de 2020, cujo resultado foi divulgado no último dia 29, obtido nota superior a zero na prova de redação, e não tenha participado do Enem na condição de treineiro.
Inscrição Para se inscrever o candidato deve utilizar o mesmo login cadastrado no portal de serviços do governo federal (acesso.gov.br), da mesma forma que fez para acessar o resultado do Enem 2020. Por isso, o candidato deve se preparar com antecedência para não ter problemas no ato da inscrição do Sisu, quando é exigida a senha do cadastro no portal de serviços. Quem precisar recuperar esses dados já deve providenciá-los. As mais de 209 mil vagas ofertadas, a maioria delas em universidades e institutos federais, estão disponíveis para consulta desde o dia 5 de março, na página do Sisu, na aba “vagas”. Cronograma Inscrições: de 6 a 9 de abril; Resultado da chamada única: 13 de abril; Matrícula ou registro acadêmico: de 14 a 19 de abril; Manifestar interesse em participar da lista de espera: de 13 a 19 de abril. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Campanha de vacinação contra a gripe começa na segunda

O Ministério da Saúde e as secretarias estaduais e municipais de saúde começam na segunda-feira (12) a campanha de vacinação contra a gripe. Além de evitar complicações decorrentes da gripe causada pelo vírus, a vacinação ganha uma outra importância no momento. Com diversos estados com leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) lotados e filas de espera em função da pandemia do novo coronavírus, a iniciativa também é importante para evitar uma sobrecarga nos sistemas de saúde. O público estimado pelo ministério é de 79,7 milhões de pessoas e o objetivo é vacinar pelo menos nove em cada dez pessoas dos grupos prioritários.
Os grupos serão organizados para vacinação em três etapas. Os dias de mobilização, chamados de dias D, serão definidos em cada município pela Secretaria de Saúde local. Os grupos prioritários são: - Crianças de 6 meses a menores de 6 anos; - Gestantes; - Puérperas; - Povos indígenas; - Trabalhadores de saúde; - Pessoas com 60 anos ou mais; - Professores; - Portadores de doenças crônicas não transmissíveis; - Pessoas com deficiência permanente; - Forças de segurança, de salvamento e armadas; - Caminhoneiros; - Trabalhadores do transporte coletivo de passageiros; - Funcionários trabalhando em prisões e unidades de internação; - Adolescentes cumprindo medidas socioeducativas em unidades de internação; - População privada de liberdade. Covid-19 O Ministério da Saúde não recomenda que seja feita a aplicação das vacinas contra a Covid-19 e contra a influenza conjuntamente. A pasta recomenda que as pessoas que estiverem nos grupos prioritários procurem se vacinar antes contra a Covid-19. Especialistas recomendam pelo menos uma diferença de 14 dias entre uma e outra. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Pernambuco adere a projeto do Unicef para oferta de qualificação a jovens em vulnerabilidade

O Estado de Pernambuco assinou nesta quinta-feira (8), um termo de adesão do projeto Um Milhão de Oportunidades, desenvolvido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com empresas, sociedade civil e Organização Internacional do Trabalho (OIT). No projeto, serão ofertadas oportunidades a jovens de 14 a 24 anos, em especial aqueles em situação de vulnerabilidade. A meta do projeto é distribuir aos jovens um milhão de oportunidades no Brasil que envolvem inclusão digital e conectividade; fomento ao empreendedorismo e protagonismo de adolescentes e jovens; e acesso ao mundo do trabalho em oportunidades de estágio, aprendiz e emprego formal. A iniciativa conta com uma plataforma digital (1mio.com.br) para auxiliar, adolescentes e jovens na busca de informações acessíveis e de qualidade sobre oportunidades e formação para o mundo do trabalho, incluindo todas as regiões. “Essas oportunidades poderão ser acessadas no site e no aplicativo, que vão contar comum monitoramento sobre o preenchimento efetivo de cada oportunidade pelas empresas participantes. Agora, vamos estruturar um Plano de Trabalho para estruturar a forma como a gestão estadual poderá atuar”, explicou a Gerente geral do Sistema Socioeducativo, Suelly Cysneiros.
No caso de Pernambuco, o projeto também vai incluir ações para os jovens egressos do Sistema Socioeducativo e que cumprem medidas em meio aberto, vítimas de trabalho infantil e migrantes. A reunião contou também com a presença do secretário executivo de Política para Criança e Juventude, Eduardo Vasconcelos, do gerente de Políticas para Juventude, Antônio Mendes. O termo de adesão foi assinado por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), que ainda nesta quinta(8) reuniu as secretarias de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude; de Trabalho, Qualificação e Emprego; Desenvolvimento Econômico e a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego para participarem de um encontro virtual com o Unicef. Secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes, responsável pela assinatura do termo de adesão, explicou a importância de reunir forçar para fortalecer a iniciativa. “O Brasil conta com mais de 48 milhões de jovens, entre 10 e 24 anos. Mais da metade desse público sofre com diversas privações. Então iniciativas como essas precisam ser fortalecidas. Por isso, o Governo de Pernambuco se une ao Unicef para criar estratégias que possam fortalecer a oportunidade a nossa juventude”, afirmou. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Secult-PE/Fundarpe alerta para prazos de inscrições para Funcultura Geral e da Música

Além dos editais do Funcultura que já estão com inscrições abertas (Funcultura Audiovisual e Microprojeto Cultura), os produtores culturais devem ficar atentos a outros dois prazos de inscrições: o Funcultura Geral, de 19 a 30 de abril deste ano; e o Funcultura Música, de 3 a 15 de maio deste ano. Em todos os casos, as inscrições devem ser realizadas por meio da Plataforma on-line Prosas (www.cultura.pe.gov.br/editais-prosas), que facilita a seleção e o monitoramento de projetos culturais, além de universalizar o acesso ao fomento artístico por meio da internet. Os cinco editais garantem cerca de R$ 37 milhões em investimentos para a produção cultural independente de Pernambuco. No Funcultura Geral (2020-2021), serão disponibilizados R$ 15,68 milhões para incentivar projetos das seguintes linguagens culturais: Artes Integradas, Artes Plásticas, Artes Gráficas e Congêneres, Artesanato, Circo, Cultura Popular e Tradicional, Dança, Design e Moda, Fotografia, Gastronomia, Literatura, Ópera, Patrimônio, Teatro, Formação e Capacitação e Pesquisa Cultural. Clique AQUI e confira o edital e seus anexos. Com R$ 4,16 milhões para diversas categorias do segmento, o Funcultura da Música (2020-2021) também foi divulgado – disponibilizando o montante de: Circulação (R$ 920 mil), festivais (R$ 750 mil), Gravação (R$ 650 mil), Produtos e Conteúdos (R$ 335 mil), Economia da Cultura (R$ 150 mil) e Manutenção de Bandas de Música (Filarmônicas), Escolas de Bandas de Música e Corais (R$ 250 mil). Clique AQUI e confira o edital e seus anexos. AUDIOVISUAL No biênio 2020-2021, serão investidos R$ 14,28 milhões na produção audiovisual de Pernambuco – sendo R$ 9,28 milhões em recursos exclusivos do Governo do Estado e R$ 5 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Com estes recursos, o 14º Edital do Funcultura Audiovisual (2020/2021) destinará R$ 8 milhões para os projetos aprovados nas categorias de longa-metragem (produção e finalização) e produtos para televisão (obra seriada documental, obra seriada ficção, obra seriada animação, telefilme documental e telefilme ficção ou animação). Clique AQUI e confira o edital e seus anexos. O segundo edital, o 15º Edital do Funcultura Audiovisual (2020-2021), destinará o valor de R$ 6,28 milhões, para categorias não contempladas no primeiro certame: curta-metragem, games, difusão, formação, desenvolvimento do cineclubismo, “revelando os pernambucos”, pesquisa e preservação, desenvolvimento de longa-metragem, desenvolvimento de produtos para TV, obra seriada de curta duração, finalização e distribuição de longa-metragem e websérie/webcanal.
MICROPROJETO CULTURAL Com R$ 640 mil em investimentos, sendo R$ 15 mil o teto para cada projeto, o Microprojeto Cultural abrange iniciativas que se enquadrem em qualquer segmento cultural e irá contemplar projetos em todas as macrorregiões do Estado. O prazo de inscrições começou nesta segunda-feira (5) e encerra no próximo dia 16 de abril. Clique AQUI para conferir o edital e seus anexos. Serão contempladas cerca de 40 propostas de indivíduos, grupos e coletivos, formados por jovens (18 a 29 anos) de baixa renda, principalmente, de regiões ou cidades pernambucanas com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH); ou iniciativas de pessoas jurídicas sem fins lucrativos para a população jovem em situação de vulnerabilidade. A previsão para a divulgação do resultado final é o dia 30 de setembro deste ano. POLÍTICA DE INCENTIVO Principal e mais democrática política de fomento à cultura em nosso Estado, o Funcultura reúne mais de nove mil produtores culturais cadastrados, que na última década concorreram a cerca de R$ 330 milhões em fomento de projetos culturais no Estado. Nesse mesmo período, foram cerca de quatro mil projetos aprovados em todas as regiões do Estado, muitos com alcance nacional e internacional. Thank you for watching Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

PE inicia imunização dos profissionais da segurança pública

Os profissionais da segurança pública que atuam em Pernambuco começaram a ser imunizados contra a Covid-19, ontem, em ato simbólico realizado no auditório da Secretaria de Defesa Social (SDS), no bairro de Santo Amaro, no Recife. Neste primeiro momento, serão vacinados 1.692 servidores das forças vinculadas à SDS e outros 808 trabalhadores de órgãos federais, a exemplo das polícias Federal e Rodoviária Federal, além das Forças Armadas. No evento, um servidor de cada operativa foi imunizado.
Prestigiando a solenidade, o governador Paulo Câmara lembrou que os governadores do Brasil haviam solicitado a inclusão dos profissionais de segurança pública e também de professores no Plano Nacional de Imunização, e afirmou que o momento marca o início de uma etapa muito importante. “Vamos continuar buscando alternativas e cobrando que as vacinas cheguem com mais celeridade. Nossa solicitação foi atendida parcialmente e continuamos na luta pela imunização dos trabalhadores da educação. A gente já mostrou ter condições de fazer com que o imunizante chegue em todos os municípios. A partir de agora, todos os novos lotes que chegarem a Pernambuco terão uma parte destinada aos profissionais de segurança. Isso oferece uma tranquilidade maior para eles, que estão na linha de frente”, frisou. Sobre o recebimento de mais imunizantes, o governador reforçou que está buscando diversas alternativas para que a vacina chegue o mais rápido possível a todos os pernambucanos. “No mês de março, já houve avanços, mas ainda muito aquém do necessário. Esperamos que abril seja um mês melhor, e estamos na expectativa de outras vacinas chegarem, como a russa. Inclusive, hoje temos reunião com a Anvisa, buscando a liberação das 37 milhões de doses que foram adquiridas pelos governos do Nordeste”, finalizou Paulo Câmara. Nesta fase, serão vacinados com a primeira dose apenas os profissionais empregados diretamente nas operações de fiscalização das medidas sanitárias, com atendimento direto ao público, resgate e salvamento, plantões de delegacias e servidores da ponta da segurança pública. Serão aplicadas vacinas em 1.221 policiais militares, 316 policiais civis e em 155 bombeiros militares. FOnte:https://www.blogdomagno.com.br/

São João de Caruaru é cancelado pelo segundo ano

Por conta do aumento de infectados e mortos pelo novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, decidiu não realizar, por mais um ano, a tradicional festa de São João, que sempre reuniu milhares de pessoas. A informação foi confirmada pelo presidente da Fundação de Cultura e Turismo da cidade, Rubens Júnior, em entrevista à Rádio Jornal Caruaru. "Ainda não temos segurança para um evento do porte do São João de Caruaru", comentou.
De acordo com Rubens, há, também, uma determinação que destina os recursos de eventos para o combate à pandemia. "Estaríamos nesse início do mês de abril a todo vapor com licitações, com contratações, providenciando os contratos dos artistas, mas infelizmente nada pode acontecer por determinação do Tribunal de Contas, que todo recurso para evento deve ser destinado ao combate à covid-19, não posso contratar palco, luz, som. Além do mais, não temos segurança sanitária para realizar um evento de porte", afirmou. Fonte:https://www.blogdomagno.com.br/

CoronaVac é eficaz contra variante do coronavírus

Um estudo feito com mais de 67 mil profissionais de saúde de Manaus aponta que a vacina CoronaVac tem 50% de eficácia contra P.1, variante brasileira do coronavírus identificada pela primeira vez na capital do Amazonas. De acordo com os dados preliminares, a efetividade foi confirmada 14 dias após a primeira dose. O estudo é realizado pelo grupo Vebra Covid-19, que envolve pesquisadores de instituições nacionais e internacionais e servidores da secretaria de saúde do estado do Amazonas e de São Paulo e das secretárias da saúde nos municípios de Manaus e São Paulo. Eles também têm apoio da Organização Panamericana de Saúde (Opas).
Segundo o médico infectologista Julio Croda, responsável pelos trabalhos, foi constatado que a vacina mantém contra a P.1 o mesmo nível de eficácia apontado nos ensaios clínicos. "É uma tranquilidade. Enquanto a gente tiver a P.1 como variante predominante, o Ministério da Saúde e as secretarias estaduais podem continuar administrando a vacina porque ela vai trazer algum impacto do ponto de vista do controle da doença", defende. FOnte:https://www.blogdomagno.com.br/

Impacto do novo auxílio emergencial no comércio deve ser 8 vezes menor

O impacto do novo auxílio emergencial no comércio varejista deve ser oito vezes menor do que no ano passado. A previsão é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que prevê que 31,2% do que for sacado pela população atendida serão gastos no setor. No ano passado, o comércio teve uma injeção de R$ 103,8 bilhões com recursos do auxílio, o que equivale a 35,4% do que foi destinado à população. Segundo a CNC, o valor foi importante para a retomada econômica do comércio na primeira fase da pandemia. Na nova rodada do auxílio, R$ 12,75 bilhões devem ser gastos no comércio varejista. O auxílio emergencial de 2020 teve parcelas iniciais de R$ 600, que depois foram reduzidas para R$ 300. Neste ano, será pago um valor médio de R$ 250, que pode variar de R$ 150 a R$ 375. No total, o programa pagou R$ 295 bilhões de reais a 68 milhões de pessoas no ano passado e, neste ano, deve transferir R$ 44 bilhões a 45 milhões de pessoas. O presidente da CNC, José Roberto Tadros, destaca que, apesar da redução, o benefício é uma medida positiva como estímulo à economia e garantia à população.
No texto divulgado hoje (7) pela confederação, Tadros diz que a oscilação do poder econômico ao longo do ano passado teve relação com esse e outros fatores, e que os períodos mais dramáticos para o comércio foram os "de determinação de lockdown". "É preciso observar que, a partir de setembro, quando o auxílio foi reduzido à metade, o varejo conseguiu manter as vendas aquecidas. Isso porque há fatores que também impactam a capacidade de consumo da população, como o nível de isolamento social, as condições de crédito e a inflação." A CNC afirma que estatísticas do Banco Central apontam para o aumento do comprometimento da renda das famílias ao longo do primeiro trimestre de 2021 e estima que tenha atingido a média de 30,3%. Desse modo, a previsão é de que uma parcela menor do benefício seja revertida em consumo de bens. No texto divulgado pela CNC, o economista Fábio Bentes, responsável pelo estudo, afirma que, por ser ainda mais contingencial que no ano passado, o novo auxílio emergencial dá baixa margem para perspectivas de consumo. "As famílias vão precisar escolher o gasto. Por isso, para além do consumo básico, como alimentação, a preferência vai ser o abatimento de uma dívida. Ou até guardar esse dinheiro para uma situação de necessidade”, diz. Fonte:https://www.diariodepernambuco.com.br/

PE confirma 2.965 novos casos da Covid-19, sendo segundo maior registro diário desde início da pandemia

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (7), 2.965 novos casos da Covid-19, sendo segundo maior registro diário desde início da pandemia, sendo o primeiro maior registro dia 1º de abril com 2.987 casos. Entre os confirmados hoje, 184 (6%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.781 (94%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 361.470 casos confirmados da doença, sendo 37.028 graves e 324.442 leves.
Também foram confirmados 62 óbitos, ocorridos entre 04/07/2020 e 06/04/2021. Com isso, o Estado totaliza 12.541 mortes pela Covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Vitória terá dois novos pontos de vacinação

Ao ampliar o público para qual a vacina é destinada, é normal que ocorra um aumento na demanda pela vacinação. Então, para melhor atender a todos, a Secretaria de Saúde da Vitória de Santo Antão abrirá dois novos pontos de imunização contra a Covid-19. Até o momento, o município já contava com um drive-thru, na sede do Samu, na Avenida Henrique de Holanda, e, a partir de amanhã, terá dois novos locais destinados exclusivamente as pessoas que chegam a pé. Um dos pontos funcionará no Colégio 3 de Agosto, na Praça Leão Coroado, no Livramento, área central da cidade. Por lá, serão atendido os moradores de domingo a domingo das 8h às 17h. O outro ponto será implantado no Vitória Park Shopping, na Avenida Henrique de Holanda, de segunda a sexta, das 7h às 20h, e sábado e domingo, das 9h às 17h. Lembrando que esses locais são destinados apenas para pedestres. A sede do Samu continuará funcionando de domingo a domingo das 8h às 17h, mas vacinará unicamente quem se dirija até lá de carro. “Essa é uma medida logística tanto para evitar aglomerações como para acelerar o processo de vacinação. Assim, conseguiremos vacinar mais rapidamente e trazer mais conforto para todos”, explica o secretário de Saúde da cidade, Eudes Lorena.
Antes de ir até os pontos de vacinação, é preciso estar agendado. Sem esse cadastro não é possível se vacinar. Logo, é necessário fazer o agendamento no site www.vacina.prefeituradavitoria.pe.gov.br. Depois que esse cadastro é aprovado, a pessoa recebe um SMS e escolhe a data e o horário na aba “acompanhe seu agendamento”. Os idosos que tiverem dificuldade com uso da internet também podem agendar através do tele-covid, pelo (81) 98491-3633. Com as doses que foram recebidas até o último sábado (03/04), as equipes da Secretaria de Saúde estão conseguindo vacinar idosos a partir de 65 anos, profissionais de saúde, funcionários de funerárias e coveiros. Já pode agendar – Profissionais administrativos de clínicas privadas já podem receber as doses dos imunizantes contra a Covid-19. Dentre os trabalhadores que fazem parte desse públicos, estão recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulância, gestores e outros. Para garantir a imunização basta agendar no site e comparecer no dia marcado. Fonte: https://www.blogdomagno.com.br/

Polícia Federal investiga fraudes envolvendo auxílio emergencial

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (6) a Operação Checker, que visa desmantelar uma organização criminosa que fraudava o auxílio emergencial concedido pelo governo federal. Policiais federais estão cumprindo dois mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão no município paranaense de Umuarama. De acordo com a PF, os suspeitos teriam usado programas de computador que, por meio de algoritmos, geram números do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e softwares chamados checkers, que indicavam titulares aptos a receber o Auxílio Emergencial. “Os saques eram realizados diretamente no caixa eletrônico, na agência bancária, ou então, quando em valores maiores, por meio de transferência através do sistema PIX”, informa a PF.
Levantamentos iniciais apontam que o prejuízo estimado, tanto a cofres públicos como às vítimas donas de CPFs usados, esteja na faixa de R$ 1 milhão – valor que não considera outros potenciais envolvidos que só poderão ser contabilizados após a análise dos materiais apreendidos. “Com a atuação dos investigados, além do enorme prejuízo ao erário, centenas de pessoas foram privadas do recebimento do benefício, justamente no momento mais agudo da pandemia”, informou a Polícia Federal. Acrescentou que o líder do esquema já foi investigado por crimes similares, coordenando golpes anteriores na região de Umuarama. Entre os crimes praticados por ele está o de falsificação de documentos usados para saques fraudulentos do Auxílio Emergencial, com a utilização de softwares desenvolvidos por hackers. Fonte:https://www.diariodepernambuco.com.br/

Anvisa alerta para riscos da automedicação

A automedicação, especialmente nesse momento de pandemia, tem preocupado autoridades sanitárias em todo o mundo. “É preciso que as pessoas se conscientizem dos riscos reais dessa prática, que pode causar reações graves, inclusive óbitos", alertou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em comunicado. Ainda segundo a Agência, essa avaliação é feita a partir de critérios técnico-científicos, de acordo com o paciente e o conhecimento da doença: "todo medicamento apresenta riscos relacionados ao seu consumo, que deve ser baseado na relação benefício-risco. Ou seja, os benefícios para o paciente devem superar os riscos associados ao uso do produto”. Para se ter uma ideia da dimensão e da gravidade do problema, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que mais de 50% de todos os medicamentos são prescritos, dispensados ou vendidos de forma inadequada. Além disso, metade de todos os pacientes não faz uso dos medicamentos corretamente.
Notificação Para identificar novos riscos e atualizar o perfil de segurança dos medicamentos, a Anvisa lembra que é imprescindível que profissionais de saúde e cidadãos notifiquem as suspeitas de eventos adversos, mesmo sem ter certeza da associação com o medicamento. Os eventos devem ser notificados pelo VigiMed. “A qualidade dos dados inseridos no sistema é fundamental para subsidiar a análise pelas equipes especializadas. É importante identificar o produto e informar o fabricante e o número do lote”, orienta a Anvisa. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Lojas de materiais de construção começam a funcionar em novo horário a partir desta terça

Estabelecimentos de venda de material de construção começam a funcionar em novo horário. A portaria foi publicada nesta terça-feira (6) pelo governo de Pernambuco no Diário Oficial do Estado e regulamenta horários de funcionamento específicos para esse segmento comercial, diferente do que vinha sendo seguido no plano de convivência com a Covid-19. Até então, os estabelecimentos de materiais de construção estavam seguindo o mesmo horário de funcionamento das demais atividades comerciais em dias úteis, das 10h às 20h.
Seguindo a regulamentação desta terça, nos dias úteis, de segunda a sexta-feira, as lojas de materiais de construção devem funcionar das 7h às 17h, com a capacidade máxima de um cliente para cada 10 m² para áreas de circulação, e de um cliente para cada 5 m² para lojas, exceto estabelecimentos com área inferior a 10 m², "que eventualmente podem receber uma única família com mais membros do que a capacidade máxima estabelecida". Já nos sábados, domingos e feriados, o horário de funcionamento das lojas é das 9h às 17h. A portaria começou a valer nesta terça-feira em todo o estado. Como estabelecido pelo plano de convivência, as demais atividades devem seguir cumprindo os horários de funcionamento anteriormente estabelecidos. Fonte:Coticia/vidaurbana/2021/04/lojas-de-materiais-de-construcao-comecam-a-funcionar-em-novo-horario-a.html

UPE divulga resultado dos primeiros colocados do SSA 3; lista completa pode ser consultada

A Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou, nesta terça-feira (6), os nomes dos primeiros colocados no seu Processo de Ingresso 2021. Os três primeiros lugares da ampla concorrência foram dos cursos de Medicina e Direito. Em primeiro lugar ficou a aluna Maria Magalhães Bacallá (Direito), que obteve a nota 90,33. Seguido por Bruno Maia de Oliveira Duarte (Medicina), em segundo lugar, com nota 90,30. Na terceira posição geral ficou o estudante Vitor Manoel de Melo Silva, (Medicina) com final de 90,23. As provas do SSA 3 da UPE aconteceram nos dias 04 e 05 de fevereiro. Foram 14.285 inscritos.
Entre os cotistas, os primeiros lugares foram do curso de Medicina e Engenharia da Computação. Em primeiro lugar do SSA 3 ficou Artur de Oliveira Macena Lobo (Medicina), com a nota 85,10. Na segunda posição entre os cotistas ficou o aluno Paulo Roberto Dias da Silva Filho (Engenharia da Computação), com nota 78,67. Seguido de Joanna Maria Medeiros Souto (Medicina), em terceiro lugar, com nota final 78,40. A lista completa os nomes dos 1.740 candidatos que concorreram pelo Sistema Seriado de Avaliação (SSA) – 3a fase será publicada às 11h, exclusivamente, online no site da UPE (www.upe.br) e do Processo de Ingresso (www.processodeingresso.upe.pe.gov.br). Fonte:https://www.diariodepernambuco.com.br/

Covid-19: farmacêuticas levam multa por vender remédio acima do preço

A Secretaria-Executiva da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (SCMED) multou empresas do setor farmacêutico em R$ 15,2 milhões pela comercialização de medicamentos usados no enfrentamento à Covid-19 acima do preço autorizado no Brasil. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa), a aplicação de multas é resultado de atividades de monitoramento e de fiscalização do setor, realizadas pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), cuja Secretaria-Executiva é exercida pela agência. "As ações de monitoramento e fiscalização foram iniciadas em julho de 2020, quando foi criada uma força-tarefa específica para atuar durante a pandemia da Covid-19. De lá para cá, o grupo tem atuado para coibir a comercialização de medicamentos com preços superiores aos autorizados", explicou a Anvisa, em nota, na noite de ontem. De acordo com a CMED, entre julho de 2020 e março de 2021 já foram instaurados 139 processos de sanção e aplicadas 64 multas aos agentes do setor farmacêutico que descumpriram as regras de preços.
Diligências Desde que a força-tarefa teve início, a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos trabalhou com diligência junto a empresas farmacêuticas, encaminhando 73 ofícios aos fabricantes, com solicitações de dados de comercialização dos medicamentos do kit intubação orotraqueal. Também foram solicitadas informações às secretarias de Estado de Saúde (SES) e às secretarias Municipais de Saúde (SMS) das capitais, com a solicitação de informações sobre ocorrência de sobrepreço envolvendo medicamentos sedativos e bloqueadores musculares destinados ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 em compras públicas. A Força Tarefa buscou ainda junto à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) dados relacionados a aquisições de medicamentos por hospitais privados e planos de saúde. Fonte:https://www.diariodepernambuco.com.br/

Agentes das forças de segurança começam a ser vacinados no DF

Uma nova leva de profissionais começarão a ser vacinados a partir de hoje (5) no Distrito Federal. Ao todo, 2.237 doses foram reservadas para imunizar servidores das polícias Militar, Civil e Federal, Detran, Corpo de Bombeiros, além de policiais do sistema penitenciário, policiais rodoviários federais que atuam no DF e dos órgãos que apoiam o decreto das medidas restritivas do governo do Distrito Federal. As doses serão distribuídas proporcionalmente de acordo com o efetivo de cada órgão, conforme decidido durante as reuniões envolvendo as secretarias de Segurança Pública e de Saúde, acompanhadas por representantes das corporações que serão atendidas.
A organização e postos para aplicação das doses serão definidos de acordo com o plano interno de cada órgão e deverá levar em conta critérios como idade e maior exposição ao risco de contágio e transmissão”, informou por meio de nota o Governo do Distrito Federal. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

SESI abre 200 vagas gratuitas para cursos a distância

O SESI-PE abriu inscrições para dois cursos gratuitos a distância nas áreas de Relacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho e Gestão do Tempo. Ao todo serão oferecidas 200 vagas, sendo 100 para cada curso. As matrículas estão abertas na seção de Educação a Distância em www.pe.sesi.org.br e podem ser feitas até 15 de abril ou enquanto durarem as vagas. A carga horária entre os cursos variam entre 8 e 12 horas. Para se inscrever, o candidato precisa ter e-mail, acesso à internet e noções básicas de informática. Segundo a analista do SESI-PE, Alessandra Melo, depois que a matrícula for confirmada, o estudante terá o prazo de 30 dias para acompanhar os conteúdos e concluir o curso escolhido. "As aulas são ministradas 100% online, o que permite ao aluno mais flexibilidade e comodidade, pois fica a critério dele escolher o melhor local, dia e horário para assisti-las”, informou Alessandra. Após concluir a carga horária total do curso, o aluno deverá participar de uma avaliação na plataforma educacional para testar os conhecimentos. Quem alcançar 70 pontos no exame, receberá a Certificação de Conclusão. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail educacao.distancia@pe.sesi.org.br.
Cursos Em Relacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho, o aluno aprenderá sobre comunicação, escuta, assertividade, gestão de conflitos, o ambiente de trabalho e as relações, inteligência interpessoal, ética, entre outros assuntos. Já Gestão do Tempo tem o objetivo de estimular a compreensão acerca da importância da organização e do planejamento como estratégia para alcançar maior produtividade e eficiência no trabalho. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Mercado diminui projeção para crescimento da economia em 2021

A previsão do mercado financeiro para o crescimento da economia brasileira este ano caiu de 3,18% para 3,17%. Esta é a quinta semana seguida de redução da projeção do Produto Interno Bruto (PIB) - a soma de todos os bens e serviços produzidos no país. A estimativa está no boletim Focus de hoje (5), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC) com a projeção para os principais indicadores econômicos. Para o próximo ano, a expectativa para PIB é de crescimento de 2,33%. Em 2023 e 2024, o mercado continua projetando expansão da economia em 2,50%. No caso da taxa básica de juros, a Selic, as instituições financeiras consultadas pelo BC mantiveram a projeção para este ano, de 5% ao ano. Atualmente, a Selic está estabelecida em 2,75% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Para o fim de 2022, a estimativa do mercado é que a taxa básica suba para 6% ao ano. E para o fim de 2023 e 2024, a previsão é 6,50% ao ano e 6,25% ao ano, respectivamente.
Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Desse modo, taxas mais altas podem dificultar a recuperação da economia. Além disso, os bancos consideram outros fatores na hora de definir os juros cobrados dos consumidores, como risco de inadimplência, lucro e despesas administrativas. Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Inflação A Selic é o principal instrumento utilizado pelo BC para alcançar a meta de inflação. Para 2021, a expectativa do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA - a inflação oficial do país) é de 4,81%, o mesmo da semana passada. Para 2022, a estimativa de inflação é de 3,52%. Tanto para 2023 como para 2024 as previsões são de 3,25%. A estimativa para 2021 está acima do centro da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é de 2,25% e o superior de 5,25%. No caso do dólar, a expectativa do mercado é que cotação ao fim deste ano seja de R$ 5,35. Para o fim de 2022, a previsão é que a moeda americana fique em R$ 5,25. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Auxílio Emergencial 2021: saiba como contestar se você teve o benefício negado

Os trabalhadores que tiveram o Auxílio Emergencial 2021 negado têm até o dia 12 de abril para contestar a decisão, segundo o Ministério da Cidadania. Para fazer a contestação, o trabalhador precisa primeiro verificar se teve o benefício negado. Isso pode ser feito no site da Dataprev, empresa estatal responsável por processar os pedidos O beneficiário deverá informar o CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento. A consulta também pode ser feita pelos canais da Caixa: pelo auxilio.caixa.gov.br ou pelo telefone 111. Como contestar A contestação pode ser feita apenas pelo site da Dataprev: https://consultaauxilio.cidadania.gov.b, usando o mesmo caminho para verificar o status do benefício. Para quem teve o benefício negado – e se encaixa em uma das situações que permitem a contestação (veja como consultar a lista abaixo) – , a página vai trazer um ícone "Solicitar contestação", informando o motivo da negativa. Após clicar neste botão, será apresentada pergunta se o beneficiário deseja mesmo apresentar a contestação e, quando confirmar, a contestação será enviada para avaliação da Dataprev. Só são elegíveis à nova rodada de pagamentos os trabalhadores que tinham o direito reconhecido ao Auxílio em dezembro do ano passado. A Dataprev analisou, entre esses beneficiários, quem se encaixa nas regras deste ano. Assim, quem não tinha direito em dezembro não teve o cadastro analisado, e não terá como recorrer. O beneficiário também poderá contestar caso receba uma ou mais parcelas e tenha o pagamento cancelado durante as reavaliações mensais. Nova rodada A nova rodada do Auxílio Emergencial começa a ser paga em 6 abril, como medida de resgate aos mais vulneráveis em momento de agravamento da pandemia do coronavírus. O retorno do benefício será em quatro parcelas, com valores específicos conforme o perfil de quem recebe. O valor médio dessa rodada é de R$ 250, mas pode variar de R$ 150 a R$ 375 a depender da composição de cada família. Fonte: https://g1.globo.com/economia/auxilio-emergencial

Bolsonaro, enfim, será vacinado

O presidente Jair Bolsonaro informou ao Ministério da Saúde que pretende se vacinar contra a covid-19 neste sábado, data em que a rede pública de saúde do Distrito Federal iniciará a imunização para pessoas com 66 anos, que é a faixa etária do mandatário. As informações são do Correio Braziliense. De acordo com fontes consultadas pelo Correio junto à pasta, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) tem alertado o presidente sobre os riscos de ele ser reinfectado com uma das novas cepas do vírus que circulam pelo país. Bolsonaro foi diagnosticado com covid-19 em julho do ano passado e pode não ter mais os anticorpos contra o novo coronavírus. De todo modo, um estudo liderado por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), assim como outras instituições brasileiras, aponta casos confirmados de reinfecção pela covid-19 mesmo em pessoas que têm imunidade contra o vírus O receio da equipe do presidente é de que ele seja exposto a variantes da covid-19 que estão em circulação no Distrito Federal — pelo menos quatro cepas mais agressivas do novo coronavírus já foram identificadas pela Secretaria de Saúde do DF, dentre elas a que surgiu em Manaus.
Como Bolsonaro é do grupo de risco da covid-19, a recomendação de integrantes do governo é de que ele se vacine o quanto antes para evitar futuras complicações de saúde mais sérias caso venha a contrair a covid-19 uma segunda vez. A reportagem apurou que Bolsonaro seria vacinado pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que é médico cardiologista. Provavelmente, o imunizante a ser aplicado no mandatário será o desenvolvido pela Universidade de Oxford em parceria com a Fiocruz. O endereço onde Bolsonaro será vacinado ainda não foi definido e a decisão está a cargo do GSI. O certo é que a pasta não quer que o presidente receba o imunizante em um local de grande exposição ou que comprometa a segurança do mandatário. Fonte: https://www.blogdomagno.com.br/

Mais de 70 mil paraibanos não retornaram para receber a segunda dose da vacina

Mais de 70 mil paraibanos que tomaram a primeira dose da vacina CoronaVac ainda não apareceram para tomar a segunda dose. A aplicação da segunda dose deve acontecer com um intervalo de 28 dias após a primeira. O governador da Paraíba, João Azevêdo, usou as redes sociais para alertar sobre o quadro e fazer um apelo à população. “Mais de 70 mil pessoas em toda a Paraíba, que receberam a primeira dose da Coronavac, ainda não procuraram os postos de vacinação para tomar a segunda dose. Essa dose é fundamental para garantir a imunização”, disse Azevêdo em sua conta no Twitter. A vacina produzida no Instituto Butantan é a mais usada para vacinação no estado. “Renovamos o apelo para todos que foram vacinados até 5 de março, retornem aos postos para receber a segunda dose e garantir que estarão livres do risco de ser mais uma vida que perdemos para essa doença terrível”, acrescentou. O governador também pediu aos municípios que façam uma busca ativa para garantir a cobertura vacinal da sua população. Quem perde a data, ainda pode tomar o reforço da vacina. Dúvidas podem ser esclarecidas com as secretarias estaduais de Saúde.
Intervalo entre as doses Quando autorizou o uso das vacinas, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) analisou as pesquisas disponíveis para indicar o intervalo entre as duas doses. A agência reguladora autorizou que a vacina de Oxford/AstraZeneca tenha intervalo de até 12 semanas (84 dias) entre a primeira e a segunda dose. Já a CoronaVac deve manter o intervalo de 4 semanas. “A importância de você tomar a vacina é para que você pegue uma imunidade contra essa doença que temos aí. Agora, se você tomou a primeira dose, não deixe de tomar a segunda, porque é um reforço da primeira dose. Você não pode ficar com uma dose só. Se a vacina é do tipo que deve ser tomada duas vezes, por que não tomar?”, recomendou o diretor Associação Médica Brasileira (AMB), José Fernando Macedo. Mais vacinas O governador também anunciou a chegada de 180 mil novas doses da vacina. Dessas, 167 mil são CoronaVac, do Butantan, e 13,7 mil vindas da Fiocruz. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Cientista brasileiro desenvolve vacina contra o zikavírus

O cientista brasileiro Paulo Verardi é professor de patobiologia e ciências veterinárias na universidade norte-americana de Connecticut (Uconn). No verão de 2015, ele visitava a família no Brasil, quando o surto de zika começou a se espalhar, atingindo o status de epidemia. De volta aos Estados Unidos, Verardi chamou a então estudante de doutorado Brittany Jasperse em seu escritório e disse a ela que queria aplicar sua plataforma de vacina recém-desenvolvida para trabalhar em um imunizante para o vírus causador da doença. Agora, o cientista publicou, na revista Scientific Reports, um artigo descrevendo o sucesso da substância em estudos pré-clínicos, com animais. Usando a sequência genética do Zika, Verardi e Jasperse desenvolveram e testaram várias vacinas candidatas, que criariam partículas semelhantes a vírus (VLPs). Trata-se de uma abordagem atraente porque os fragmentos se assemelham aos virais nativos e, portanto, acionam o sistema imunológico para montar uma defesa comparável ao que ocorreria durante uma infecção natural. O importante é que as VLPs não têm material genético e são incapazes de se replicar, ou seja, são seguras.
A vacina desenvolvida pelos dois cientistas é baseada em um vetor viral, o vírus vaccinia, que eles modificaram para expressar uma parte da sequência genética do Zika e, assim, produzir as partículas semelhantes a ele. O imunizante tem uma característica de segurança adicional: embora, no organismo, seja capaz de se replicar, o que seria perigoso, esse processo ocorre normalmente em cultura de células no laboratório. “Essencialmente, incluímos um botão liga/desliga”, sintetiza Jasperse. “Podemos ligar o vetor viral no laboratório quando o estamos produzindo, simplesmente adicionando um indutor químico, e podemos desligá-lo quando ele estiver sendo administrado como uma vacina, para aumentar a segurança.” A equipe desenvolveu cinco vacinas candidatas em laboratório com diferentes mutações em uma sequência genética que atua como um sinal para secretar proteínas. Os cientistas avaliaram como essas mutações afetaram a expressão e a formação de VLPs do Zika e, em seguida, selecionaram a substância candidata que tinha a maior expressão de partículas para testar em um modelo de camundongo da patogênese do vírus Zika. Resposta Verardi e Jasperse descobriram que os ratos que receberam uma única dose da vacina desenvolveram uma forte resposta imunológica e ficaram completamente protegidos da infecção pelo Zika. Os cientistas não encontraram nenhuma evidência do vírus no sangue dos camundongos infectados, que foram expostos ao vírus após a imunização. O Zika faz parte de um grupo viral conhecido como flavivírus, que inclui os causadores de dengue, febre amarela e febre do Nilo Ocidental. As descobertas de Verardi e Jasperse — particularmente, as mutações que identificaram que aumentam a expressão de VLPs do Zika —, podem ser úteis para melhorar a produção de vacinas contra essas doenças, afirmaram os cientistas. O trabalho em andamento no laboratório Verardi incorpora essas novas mutações em vacinas candidatas contra outros vírus, incluindo o Powassan, um flavivírus transmitido por carrapatos que pode causar encefalite fatal. O brasileiro enfatiza que o desenvolvimento de imunizantes virais — nesse caso, para o Zika — ajuda o mundo a se preparar melhor para surtos novos e emergentes, por meio da implementação de estruturas de desenvolvimento vacinal. “Os vírus emergentes não vão parar de aparecer tão cedo, então, precisamos estar preparados”, diz Verardi.“Parte da preparação é continuar o desenvolvimento dessas plataformas.” Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Governo francês proibirá beber álcool em via pública por pandemia

Beber álcool em parques, jardins ou em qualquer outro espaço público será proibido na França, dentro das novas restrições anunciadas pelo governo para conter o aumento dos casos de Covid-19 no país - anunciou o primeiro-ministro Jean Castex nesta quinta-feira (1º). O chefe de governo disse aos deputados da Assembleia Nacional que as autoridades vão dispersar grupos de mais de seis pessoas que se formarem em jardins, parques ou, no caso de Paris, às margens do Sena. Castex também condenou todos aqueles que desrespeitam as regras sanitárias, depois de ver imagens de festas, ou de reuniões, em cidades como Paris e Lyon. O clima entre os deputados nesta quinta-feira era tenso, e a oposição não poupou críticas às medidas anunciadas pelo governo, que serão votadas durante o dia.
O presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou ontem novas restrições para conter esta nova onda de coronavírus, que ameaça saturar hospitais e está causando um número preocupante de contágios e óbitos. O país se aproxima dos 100.000 mortos por coronavírus, e o número de casos de contágio diários agora passa de 50.000. Segundo o ministro da Saúde, Olivier Véran, o pico desta onda de contágios chegará "em sete ou dez dias". Devido a esta emergência sanitária, as escolas, incluindo creches, fecharão na próxima segunda-feira, durante três semanas. Na primeira, os alunos terão aulas a distância e, nas outras duas, estarão de férias. O confinamento em vigor em uma parte do país, que proíbe deslocamentos para além de 10 quilômetros do domicílio e exige o fechamento de lojas não essenciais, agora será ampliado para todo território. O toque de recolher nacional, às 19h locais, está mantido. Estas medidas são "necessárias para nos permitir atravessar este obstáculo. Esperamos que seja o último, diante da perspectiva de uma vacinação em massa e de um retorno à vida normal", argumentou o chefe de governo. Fone: https://www.diariodepernambuco.com.br/

Pandemia afeta venda de chocolates, pescados e a hotelaria na Páscoa

Com a pandemia de Covid-19 forçando estados e municípios a adotarem medidas que limitam a circulação de pessoas e o funcionamento de estabelecimentos, comerciantes buscam formas de aproveitar a Semana Santa para incrementar as vendas e faturar. Na tradição católica, a semana em que se celebra a Sexta-Feira Santa e a Páscoa exalta a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Em tempos normais, a data impulsiona não só as vendas do comércio - principalmente de pescados e de chocolates -, como também o turismo doméstico, já que a sexta-feira é feriado. No entanto, pelo segundo ano consecutivo, a celebração ocorre em meio às restrições que afetam não só as cerimônias religiosas, como também as atividades comerciais. Para a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as vendas no varejo em geral devem ser 2,2% inferiores às de 2020, movimentando cerca de R$ 1,62 bilhão – o que, se confirmado, seria o pior resultado desde 2008. Em nota, o presidente da CNC, José Roberto Tadros, afirmou que a retração nas vendas deste ano se deve não só às restrições de funcionamento do comércio, mas também ao fato de que parte da população viu sua renda cair em um momento em que a desvalorização do real frente ao dólar encareceu a importação de alguns produtos típicos. Segundo a confederação, a quantidade de chocolates importada (2,9 mil toneladas) é a menor desde 2013. A de bacalhau (2,26 mil toneladas), a mais baixa desde 2009.
Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), Ubiracy Fonsêca, os fabricantes de chocolate tiveram que levar em conta a perda de poder aquisitivo de parte dos consumidores para pensar suas estratégias de vendas, mas, ainda assim, o setor está otimista. “A perda de poder aquisitivo é real. Há muita gente sem emprego, sem poder trabalhar. Tendo isso em vista, as fabricantes de chocolate procuraram oferecer produtos acessíveis à população. Quem não puder comprar um ovo de Páscoa, pode adquirir uma barra de chocolate. A estratégia do setor é oferecer o que o mercado quer”, disse Fonsêca à Agência Brasil. A quatro dias do domingo de Páscoa, Fonsêca destacou que a indústria de chocolates previa criar, direta e indiretamente, 11.665 vagas de trabalho temporário e superar as 8,5 toneladas vendidas em 2020. Metas que, segundo ele, vão ser atingidas. “Apesar das dificuldades, estamos otimistas. Até porque, cerca de 80% das vendas de ovos de Páscoa acontecem nos supermercados, que estão funcionando normalmente em quase todo o país. Além disso, muitos comerciantes se prepararam para atender aos consumidores pela internet”, comentou o presidente da Abicab, garantindo que as vendas online, que já vinham crescendo ano a ano, deram um salto após o início da pandemia. O gerente de Marketing, Francisco Alves de Faria Neto, confirma a importância do comércio digital. Com duas lojas físicas no Distrito Federal e uma clientela estabelecida ao longo de 20 anos, a Casa do Chocolate expandiu suas vendas para outras unidades da Federação graças à tecnologia. “Tivemos um aumento das vendas online de cerca de 70% em comparação à Páscoa do ano passado, quando lançamos o site, em meio à pandemia, que nos fez acelerar o processo”, comentou Neto, acrescentando que o comércio eletrônico já representa metade de todas as vendas da empresa. De acordo com o gerente, também as vendas nas lojas físicas, autorizadas a funcionar por comercializarem alimentos, “vão indo bem”, embora chocolates mais caros, principalmente os importados, tenham vendido menos que o esperado. “Baixou muito o giro de vários dos itens importados que vendemos. Tanto que tivemos que colocar produtos em oferta para não perder mercadoria. Mas, em geral, vendemos muito bem nas últimas semanas.” PESCADOS Em Santos (SP), onde o funcionamento de boa parte do comércio e serviços está suspenso até o domingo (4), os comerciantes do tradicional Mercado de Peixes tiveram que se organizar para levar os produtos ainda frescos até a casa dos clientes, que passaram a fazer suas compras por telefone. Ainda assim, de acordo com Alex Vieira, dono de um dos 20 boxes em funcionamento no local, muitos viram as vendas caírem drasticamente. “No nosso caso, as vendas caíram em torno de 60% a 70%”, afirmou Vieira, cuja família está no ramo há cerca de 40 anos. “Esta é uma situação totalmente nova para todo mundo, incluindo os clientes. Muitos, que comem peixe sempre e são nossos fregueses há tempos, nos telefonaram e anteciparam seus pedidos, mas há também aqueles que gostam de vir ao mercado, de ver o peixe, escolher. Desses, parte não compra sem olhar o produto, não tem uma relação de confiança já estabelecida”, acrescentou o comerciante santista. O presidente da Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR), Francisco Medeiros, destacou que o comércio de pescados comporta diferentes realidades. Segundo ele, para os produtores de peixes cultivados (piscicultores), cujos principais clientes são os supermercados (autorizados a funcionar mesmo onde o lockdown foi adotado), as boas expectativas já se concretizaram. “Os supermercados não estão sofrendo grandes restrições. Pelo contrário. Estão vendendo muito bem. E, ao contrário da indústria pesqueira marítima, afetada pela pandemia, a piscicultura também não parou. Mantivemos a regularidade, entregando aos compradores as quantidades previamente estabelecidas em contratos e sem aumento nos preços”, comentou Medeiros, estimando que o segmento vendeu cerca de 100 mil toneladas ao longo do último mês. “Mais uma vez, não voltamos a registrar uma explosão das vendas como as de 2018 e 2019, quando, em alguns locais, chegaram a crescer 300%. Isso não aconteceu, mas, neste ano, também não perdemos vendas. Ao contrário de 2020, quando aí sim, fomos afetados negativamente”, afirmou Medeiros. HOTELARIA Outro ramo de atividade que costuma aguardar pelo feriado de Páscoa, o setor hoteleiro é o mais afetado dos três. Segundo o presidente nacional da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional), Manoel Linhares, a taxa de ocupação dos hotéis de todo o país não deve chegar a 10%, agravando a crise decorrente da pandemia. "A hotelaria está preparada para receber os hóspedes, adotando todos os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias, mas com parques, restaurantes e outras atrações fechadas em quase todo o país. A situação está muito difícil. Só em São Paulo, 27 hotéis já fecharam as portas, demitiram funcionários e os responsáveis estão decidindo o que fazer com os imóveis", disse Linhares. Para ele, o setor precisa urgentemente da promulgação de uma iniciativa semelhante à Medida Provisória 936, de abril de 2020, posteriormente transformada na Lei nº 14.020, que permitiu acordos de redução temporária de jornada de trabalho e salários ou a suspensão de contratos trabalhistas até 31 de dezembro do ano passado. "Se algo assim não for feito, muitos outros hotéis terão que encerrar as atividades. Atualmente, a hotelaria não tem recursos nem para arcar com os salários e encargos dos cerca de 1,1 milhão de profissionais que emprega em todo o país", disse o presidente da ABIH Nacional. Ele pediu que o Poder Público promova campanhas para estimular os brasileiros a viajar pelo país depois que a pandemia estiver sob controle, e que governos estaduais e municipais ajudem o setor reduzindo impostos e taxas, mesmo que temporariamente, e renegociando tarifas de serviços essenciais. "Neste momento difícil, um desconto no IPTU [Imposto Predial e Territorial Urbano, cobrado pelas prefeituras] ou no ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, estadual] cobrado na conta de luz pode ajudar a manter negócios e preservar empregos", concluiu. Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/ Fone:https://www.diariodepernambuco.com.br/

Videos reportagem