.

.

Prefeitura de Carpina proíbe festas de fim de ano, Dia de Reis e carnaval por causa da Covid-19

Em decreto assinado nesta segunda-feira (7), administração municipal vetou a realização de festas públicas ou privadas até 28 de fevereiro de 2021. Cidade fica na Zona da Mata de Pernambuco.

A prefeitura de Carpina, na Zona da Mata de Pernambuco, proibiu a realização de festividades de Natal e de ano novo em 2020, além da comemoração do Dia de Reis e do carnaval em 2021. O decreto foi assinado pelo prefeito Manoel Botafogo (PDT), nesta segunda-feira (7), e veta eventos públicos e privados até 28 de fevereiro de 2021, devido à pandemia da Covid-19.

Prefeitura de Carpina, na Zona da Mata de Pernambuco — Foto: Reprodução/Google Street View

“Primeiro é a saúde. Se a gente perder o emprego, a gente arruma outro. Se uma empresa vai à falência, depois ela pode voltar a nascer. E a vida, quem traz de volta? Ninguém traz de volta”, disse o gestor do município ao G1, por telefone.
 
Por meio do decreto, o poder Executivo municipal proibiu, também, as instalações de parques, bares, barracas e brinquedos infláveis em espaços públicos.
 
“Já enviei cópias do decreto ao Tribunal de Justiça (TJPE), ao Ministério Público, de Pernambuco (MPPE), às polícias Civil e Militar e à Guarda Municipal. Ou a gente toma uma decisão severa ou a gente não vai acabar com essa epidemia”, afirmou Botafogo.
 
Ainda de acordo com o prefeito, as confraternizações de fim de ano de servidores municipais também estão suspensas. A medida, no entanto, não atinge a festa em homenagem a São José, Padroeiro da cidade, que ocorre em 19 de março.
 
“Daqui para lá, eu espero que a gente tenha uma melhora nos números. Se a gente não tiver, não tem problema nenhum em suspender. Este ano, não tivemos por causa da pandemia”, disse o gestor municipal.
De acordo com a determinação municipal, a medida tem o objetivo de reduzir os números da Covid-19 na cidade.
Até o domingo (6), Carpina contabilizava 814 casos da Covid-19, sendo 653 leves e 161 graves. Do total, 703 pessoas se recuperaram da doença e outras 63 morreram.
 Fonte: https://g1.globo.com/pe


Nenhum comentário:

Videos reportagem