.

.

Especialistas preveem baixo crescimento em 2017

O Brasil apresenta um início de recuperação combinado com crescimento tímido e dificuldades no contexto internacional. Para os economistas as perspectivas para economia no país, são de uma leve melhora em relação a 2016, entretanto possui indicadores que apontam dificuldades para retomada da produção e do consumo.

De acordo com os especialistas, o quadro político é um dos fatores que atrasa a recuperação da economia. Para eles, é imprescindível solucionar as pendências políticas antes de voltar a crescer, mas essa estratégia é apenas uma parte da solução.


Segundo Virene Matesco, professora de economia da Fundação Gétulio Vargas (FGV), o Produto Interno Bruto em 2017, crescerá no máximo 0.5%. Para ela, apenas quando consumidores e empresários voltarem até confiança, a economia começará a recupera-se plenamente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Videos reportagem