.

.

Pernambuco terá fiscalização reforçada durante o período reservado ao Carnaval

 

Denúncias de situações irregulares podem ser feitas pelo 190 ou pelo WhatsApp do Procon, no (81) 31817000


                             Foto: Hélia Scheppa/SEI



Será realizado um reforço nos esquemas de fiscalização e segurança para o período reservado ao Carnaval 2021 em Pernambuco. As equipes de segurança serão reforçadas em 1.928 postos extraordinários de trabalho para, a partir desta sexta-feira (12), evitar aglomerações.

A medida foi anunciada na coletiva virtual desta quarta-feira (10) pelos secretários Antônio de Pádua (Defesa Social), André Longo (Saúde) e Pedro Eurico (Justiça e Direitos Humanos). 

Além de proibir o funcionamento de comércio, bares e restaurantes em polos tradicionais do Carnaval, o Governo de Pernambuco também se equipou para evitar possíveis focos de descumprimento de medidas restritivas durante o período festivo.

"Eu quero deixar claro que o Carnaval de 2021 tem que estar na alma das pessoas, no coração das pessoas, mas não pode estar nas ruas", afirmou o secretário Pedro Eurico. 

O Procon, de acordo com o secretário Pedro Eurico, estará nas ruas tanto nos locais vistos como focos tradicionais de folia quanto na periferia. "Pernambuco está sob controle, mas aqueles que ousarem afrontar de modo afoito, de modo deseducado, de modo agressivo, as decisões que o Governo está tomando serão enfrentados com a força da lei", reforçou o secretário de Justiça e Direitos Humanos.

A força policial será reforçada em 1.928 postos extraordinários, exclusivamente para a ação de combate às possíveis aglomerações em festividades carnavalescas ilegais. O investimento é de R$ 422 mil somente em diárias para os profissionais de segurança publica.

"Em continuidade às nossas ações de fiscalização sanitária, nos dias de Carnaval em Pernambuco, as forças de segurança estarão com reforço nas delegacias e policiamento ostensivo em todo oEstado, assegurando que as medidas sanitárias contra a Covid-19 sejam obedecidas", informou o secretário Antônio de Pádua. 

De acordo com o secretário, a população pode colaborar com denúncias pelo 190 ou pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). Para denúncias ao Procon é possível também usar o canal do WhatsApp, pelo número: (81) 31817000. 

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Videos reportagem