.

.

Mostra de coco e forró de rabeca leva a cultura de Pernambuco para a França

 

A 1ª Mostra de Coco e Forró de Rabeca – Pernambuco na França, um projeto que visa levar a cultura pernambucana para o país europeu através de apresentações bilíngues em formato virtual, promove neste sábado (14) mais uma live artística, das 16h às 17h30 (horário local). A apresentação desta semana, que conta com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, por meio dos recursos do Funcultura, será transmitida diretamente do Estúdio 1, em Jardim Atlântico, sob o comando dos grupos olindenses “Coco de Seu Mané”, “Coco da Mata” e “Ciranda Terno da Mata”. A transmissão através dos canais da produtora Terno da Mata e do artista Mestre Ulisses, no Youtube, contando ainda com depoimentos de artistas de Pernambuco e da França.

Ainda dentro da programação da Mostra, no dia 28 de novembro apresentações ao vivo dos grupos “Coco de Seu Mané”, “Forró de Rabeca os Tabajaras” e “Mestre Arruda”, e, no dia 5 de dezembro, um workshop virtual sobre os instrumentos do “Coco de Seu Mané” e do “Forró de Rabeca Os Tabajaras”. Para as transmissões, foi montada toda uma estrutura com cenografia, quatro câmeras, mesa de cortes e equipamento de transmissão.


Antes das dificuldades impostas pela pandemia do novo coronavírus, a proposta inicial era realizar apresentações dos grupos pernambucanos em locais de destaque da cena cultural francesa. Infelizmente, os planos precisaram ser adaptados de forma que o projeto fosse cumprido, porém respeitando as normas de segurança. Mas há benefícios também. O produtor cultural Sérgio Melo, da Terno da Mata, reforça que o formato virtual do evento fez com que a rede de apoio de artistas pernambucanos na Europa aumentasse, ganhando força e ainda mais repercussão. Assim, além de ser exibido em instituições francesas, países como Inglaterra, Itália e Portugal também entrarão no circuito.

Entre os parceiros internacionais da mostra, estão os franceses da Jazzbox Radio International e a Capoeira Viola, instituição fundada em 1993, sendo considerada a primeira associação de capoeira em Paris. “A ideia é essa, levar a cultura de Pernambuco, com seu coco de roda e forró de rabeca, para o mundo. Estamos falando de Europa, mas até nos Estados Unidos está havendo um movimento nesse sentido. Isso abre caminhos, valoriza nossas tradições e artistas. Toda a programação da Mostra foi pensada para conectar a ancestralidade e tradições culturais pernambucanas à musicalidade da rabeca, instrumento que ainda ecoa no imaginário musical europeu desde a era medieval”, explica Sérgio Melo, organizador da Mostra.

Nenhum comentário:

Videos reportagem