.

.

Programa Espaço da Mulher desta sexta-feira debateu sobre o que atrapalha o avanço da participação feminina na política Brasileira

Ao longo dos anos, os espaços de decisão política têm sido majoritariamente ocupados por homens.

Em uma democracia representativa, onde a maioria da população e do eleitorado é composta por mulheres, a baixa representatividade feminina é um sintoma da desigualdade de gênero e contribui para que demandas não sejam discutidas.

Desde 1932, quando o direito das mulheres em escolher seus representantes foi garantido, a participação feminina no debate político tem sido palco de intensa discussão.

Leis foram criadas para tentar garantir igualdade de gênero na política. Ainda assim, o Brasil continua entre os governos com menor participação de mulheres na política.

A luta pela igualdade de gênero tem ganhado destaque no país e no mundo, especialmente no campo político. Cada vez mais mulheres buscam seus próprios espaços, que antes eram ocupados somente por homens. 

O que atrapalha o avanço da participação feminina na política brasileira? Quais os avanços e desafios da representação feminina na política?

Para a discussão a apresentadora Eliane Rodrigues de Andrade Ferreira contou com a participação da cientista - Priscila Lapa, Professora de Direito - Ana Pontes e o Advogado previdenciário - Rômulo Saraiva.

Nenhum comentário:

Videos reportagem