.

.

Amunam participa da atividade da 12º Semana de Patrimônio Cultural de Pernambuco


Na última terça-feira, 13, aconteceu no Museu do Trem, Centro do Recife, uma das atividades que integra a 12º Semana de Patrimônio Cultural de Pernambuco. O evento cujo tema tratava das Mulheres na Salvaguarda do Maracatu Rural contou com um time de convidadas de peso que trouxe importantes contribuições para o encontro, entre elas Eliane Rodrigues, Coordenadora da Associação de Mulheres de Nazaré da Mata (Amunam) e Lucicleide Silva, Coordenadora do Maracatu Coração Nazareno, além da apresentação das caboclas Sônia Maria e Tereza Cristina. O público foi formado pelos alunos da Escola de Ensino Profissionalizante (Espro), no turno da manhã e da Escola Estadual Nossa Senhora da Conceição, do bairro do Pina, no turno da tarde.
Na ocasião a Coordenadora Eliane contou sobre o surgimento da Amunam e as atividades desenvolvidas pelas mulheres de Nazaré na associação, inclusive a participação delas no Maracatu Coração Nazareno. Outra discussão levantada foi sobre os desafios do grupo na busca pela valorização e reconhecimento. “Ainda temos um longo caminho pela frente, mas seguimos na luta por mais incentivo e investimento”, defende Eliane. 

Já Lucicleide Silva falou sobre a sua participação no maracatu e como a associação mudou a sua vida. “Antes eu era muito tímida e quando entrei na Amunam pude desenvolver minhas habilidades na música, reconhecer o meu valor enquanto mulher e da importância da cultura na vida das pessoas” recorda Lucicleide, que atualmente desenvolve um papel fundamental na rádio Alternativa FM Amunam, também na coordenação do grupo de maracatu e como musicista,
A autora do livro “A mulher no Maracatu Rural” e Mestra em Antropologia Tamar Alessandra Thalez Vasconcelos também marcou presença na atividade e trouxe sua pesquisa sobre o maracatu para a roda de debate e a historiadora Rosely Bezerra agregou com suas vivências de sala de aula para os alunos. O responsável pela mediação foi o jornalista e produtor cultural Paulo Ricardo Mendes, que levou o seu documentário “Mulheres de Lança, Coração de Baque Solto”, que trata da presença das mulheres no maracatu rural, com depoimentos das integrantes do Coração Nazareno e do Piaba de Ouro.
Para a instrutora da Espro, Michelle Moura, o evento foi muito esclarecedor, pois os alunos puderam conhecer melhor sobre a história do Maracatu e da cultura da cidade de Nazaré da Mata. “Percebemos como é importante replicarmos a cultura pernambucana para o mundo. Toda sua diversidade encanta quem assiste e contagia qualquer um a querer conhecer e mergulhar na história, pois é ela que constitui quem somos”, elogia Michelle.
 A atividade foi realizada pelos organizadores Paulo Ricardo Mendes e Tamar Alessandra Thalez Vasconcelos em parceria com a Fundarpe e o Museu do Trem.



Nenhum comentário:

Videos reportagem