.

.

Ermírio Coutinho reabre as portas e atendimento continua restrito

Quem procurou atendimento esta manhã de quinta-feira (3) no Hospital Regional Ermírio Coutinho – Maria Lucinda, em Nazaré da Mata, encontrou as portas abertas, diferentemente da quarta –feira (2), em que aproximadamente 300 funcionários aderiram a suspensão do atendimento em virtude dos atrasos dos salários referente à primeira quinzena de janeiro, e a segunda de fevereiro, além do recurso de pactuação que é destinado para administração que se encontra em atraso há dois anos, e que, somado, a dívida acumula próximo de R$ 2 milhões de reais. 


Segundo o diretor-geral, Francisco Madeiro, a decisão de reabrir o hospital partiu após um acordo firmado pelo secretário de saúde do Estado, Iran Costa e o governador do Estado, Paulo Câmara, em que se comprometeu nos próximos dias regularizar as pendências, porém sem data definida. 

Segundo o diretor, hoje o hospital atenderia apenas pacientes que passassem pela triagem, e fosse identificado com as pulseiras vermelhas e amarelas, e os da cor verde, infelizmente, não serão atendidos, até que seja efetuada a quitação da dívida. 

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde afirmou  está "discutindo e trabalhando juntamente com a unidade o reajuste dos valores dos repasses".

Repercussão - Nesta quinta - feira (3), a imprensa da capital pernambucana esteve na cidade para acompanhar a paralisação do hospital. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Videos reportagem