.

.

Amunam comemora aprovação do nome do Centro de Referência de Atendimento à Mulher

A Associação das Mulheres de Nazaré da Mata (Amunam) comemorou aprovação nesta terça-feira (24), durante a sessão na Câmara Municipal Joaquim Nabuco, em Nazaré da Mata, do nome que será colocado no Centro de Referência de Atendimento à Mulher, que está sendo construído em parceira do Governo de Pernambuco e a Prefeitura de Nazaré da Mata, articulado pela Amunam, através da coordenadora executiva, Eliane Rodrigues. 


O Centro de Atendimento à Mulher Eliane Brito de Barros, que foi provado após a indicação do Projeto de Lei 05/2015, de autoria da vereadora Maristela Maribel (PSC). O equipamento público especializado no atendimento das mulheres será implantado na Rua Dom Carlos Coelho, no Centro de Nazaré da Mata (antigo prédio da Mulher do Campo.) 

Durante a votação do projeto de lei, o senhor João Bosco, irmão da jovem Eliane Brito, comemorou atitude dos parlamentares de Nazaré da Mata. “Quero agradecer a homenagem da vereadora Maristela Maribel e dos demais vereadores, e também a Eliane Rodrigues da Amunam, que teve essa brilhante ideia. Minha irmã era uma pessoa muito querida, e que foi morta de forma trágica” Disse emocionado.  

A coordenadora da Amunam, Eliane Rodrigues ressalta a importância de mais uma conquista na Casa parlamentar. " Esse projeto é uma conquista da  Amunam em nome de todas as mulheres de Nazaré da Mata."Disse

Homenagem: Eliane Brito de Barros, era nazarena, filha de Alcir Gomes de Barros e Maria Dolores Brito de Barros, nasceu em 12 de maio de 1962. Funcionária pública, exercia a função de auxiliar de serviços administrativos, na Escola Maciel Monteiro, em Nazaré da Mata.

Aos 26 anos de idade, depois de um incansável dia de trabalho, sendo voluntária na Campanha de Vacinação contra Poliomielite, Eliane foi vítima de violência doméstica, quando foi barbaramente assassinada pelo ex-noivo a golpes de punhal, no dia 15 de outubro de 1988, em frente a Amunam, por não aceitar o fim de um relacionamento que já durava 12 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Videos reportagem