.

.

Paulo Câmara vai ampliar o Funcultura para R$ 40 milhões no primeiro ano de governo

A tradicional Casa da Rabeca, na Cidade Tabajara, em Olinda, foi o palco de um encontro de representantes da cultura popular de Pernambuco com o candidato ao Governo Estadual, Paulo Câmara (PSB), na segunda-feira (11). O socialista reafirmou o compromisso histórico da Frente Popular com nossos artistas e garantiu que vai avançar ainda mais no fortalecimento das ações em favor do setor, como o Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura). "Além de garantir um acesso mais fácil aos recursos, nos vamos empoderar o fundo. O volume total do Funcultura hoje é de R$ 32 milhões, distribuídos aos projetos selecionados. Vamos elevar esse valor no nosso primeiro ano de governo para pelo menos R$ 40 milhões", garantiu.




O socialista se mostrou favorável à proposta dos deputados estaduais Betinho Gomes e Terezinha Nunes (ambos do PSDB), de direcionar ao Funcultura às emendas parlamentares sobre manifestações artísticas. "É uma proposta válida. Eu já disse que, se fosse deputado, não faria emendas direcionando recursos para shows específicos", lembrou Câmara.

Outra ação defendida por Paulo durante o encontro foi a criação dos Territórios de Cultura, onde mestres darão oficinas de qualificação para jovens e alunos da rede pública. "Os territórios serão fortalezas para as nossas manifestações, garantindo sua valorização e sua permanência", explicou.

O candidato lembrou, ainda, que participou da elaboração do programa de governo de Eduardo Campos (PSB), em 2006, que tinha como uma das prioridades o investimento na cultura. "Trouxemos de volta a Secretaria de Cultura, que tivemos a honra de ser ocupada por ninguém menos que o nosso saudoso Ariano Suassuna; interiorizamos as ações para o setor, ampliamos o Funcultura. Criamos os alicerces necessários para construir os avanços que virão, a partir de 2015", destacou.

Responsável pela Casa da Rabeca e herdeiro de Mestre Salu, outra figura emblemática da nossa expressão cultural, Pedro Salesiano explicou o apoio dos grupos de cultura popular a Paulo. "Estamos aqui porque acreditamos. Eduardo fez muito pela cultura popular e nós contamos com você, Paulo, para dar a mesma atenção a este setor”, afirmou.

Secretária de Cultura do Recife e defensora há décadas da cultura popular pernambucana, Lêda Alves lembrou que a relação da Frente Popular com a resistência político cultural vem do ex-governador Miguel Arraes, continuou com Eduardo e seguirá com Paulo. "Vocês que fazem a cultura pernambucana não devem apenas votar, mas apoiar a candidatura de Paulo, porque essa chapa tem compromisso cultural com todos nós", argumentou a gestora.

CAMINHADA - Antes de chegar à Casa da Rabeca, Paulo Câmara fez uma caminhada de dois quilômetros, na qual recebeu o carinho dos moradores de Cidade Tabajara.  "O senhor é um homem feito a gente, a quem será dada a responsabilidade de ser governador, com a diferença de que está preparado para isso. Tenho certeza que o senhor ainda crescerá muito nas pesquisas, repetindo o que fizeram Eduardo Campos e (o prefeito do Recife) Geraldo Julio (PSB)", previu o comerciante José Barbosa Tenório, morador da comunidade há trinta anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Videos reportagem