.

.

2 de abril, Dia Mundial do Autismo

 O desafio de imaginar o cenário ao tratar de filhos com transtorno do espectro autista é ainda maior. Com dificuldades de comunicação, sociabilização ou inadequação a comportamentos tidos “normais” e “aceitáveis”, ser autista é conviver com as limitações que os olhos ao redor lhe impõem. Ser pai de um é acreditar poder transpor essas barreiras até, enfim, vê-las cair por terra. O segundo dia de abril, Dia Mundial do Autismo, é um lembrete dessa bandeira e um medicamento que se propõe a curar apenas a ignorância coletiva sobre um assunto que se prefere fingir inexistir até ouvi-lo bater à porta.



Fonte:Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Videos reportagem