.

.

Hospital Regional Ermírio Coutinho aguarda repasse de 2 milhões de reais do Governo do Estado

O Hospital Regional Ermírio Coutinho, localizado em Nazaré da Mata, está passando por uma crise financeira por falta do repasse de 2 milhões de reais, oriundos do Governo do Estado. De acordo com diretor da unidade hospitalar, Francisco Madeiro, a falta de recurso fez com que os médicos que realizam atendimento no hospital não atendam pacientes de classificação “verde”, ou seja, pacientes que podem ser atendidos pelas Unidades da Saúde da Família (USF). A decisão está valendo desde último sábado (26/8). Apenas os casos de urgência, emergência e neonatal estão mantidos. 


Segundo Franciso Madeiro, o Governo do Estado não tem dado nenhuma informação de quando será efetuado o pagamento, e com isso, o hospital deverá adotar algumas medidas nos próximos dias, caso a divida não seja quitada, como a suspensão de atendimento laboratorial, exames e comidas servidos aos acompanhantes de pacientes. 

Diretor do HEC, Francisco Madeiro
Doutor Madeiro disse ainda que essa situação vem se arrastando desde julho, onde também o Governo ficou de depositar a segunda parcela do salário dos funcionários no valor de R$ 700 mil reais. Ele também acrescentou que está em dívida com os fornecedores que prestam serviços ao hospital.

O Hospital Ermírio Coutinho funciona há quatro por meio de Organização Social de Saúde (OSS) – Fundação Manoel da Silva Almeida ( Hospital Maria Luncinda). 

Atualmente, o HEC atende  7 mil pessoas/mês na emergência, além de mais de 200 partos/mês, sempre extrapolando a meta de atendimento.

Ouça entrevista do Doutor Francisco Madeiro




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Videos reportagem