.

.

Poetisa Nazarena morre no Recife


A poetisa pernambucana Deborah Brennand morreu, aos 86 anos, na noite de domingo (26). 


Deborah Brennand nasceu em Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte, sagrou-se como uma das maiores poetisas de sua época. A poetisa foi casada com Franscico Brennand teve duas filhas, Maria da Conceição e Maria Helena. 
 (Foto: Divulgação / APL)

Ocupante da cadeira 37 na Academia Pernambucana de Letras (APL), Deborah publicou obras como "O Punhal Tingido ou O Livro das Horas de D. Rosa de Aragão" (1966), "O Cadeado Negro" (1971), "Claridade" (1996) e "Letras Verdes" (2002).

O sepultamento acontece na tarde desta segunda (27) no Cemitério Parque das Flores, na Zona Oeste do Recife.

Fonte: Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Videos reportagem