.

.

Governo de Pernambuco reconhece Banda Revoltosa como Patrimônio Vivo do Estado

Próxima de completar 100 anos de existência - em 2015,  a Sociedade Musical 5 de Novembro - Banda Revoltosa, de Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte, foi reconhecida pelo Governo do Estado de Pernambuco, através da Secult-PE e Fundarpe, através do IX Concurso de Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco, divulgado nesta sexta-feira (27/12).


Além da Banda Revoltosa, Ademir Souza Araújo, o Maestro Formiga; Amaro Arnaldo do Nascimento, o artesão Lula Vassoureiro; são agora Patrimônios Vivos da cultura pernambucana.

O reconhecimento tem o objetivo de apoiar mestres e grupos que detêm conhecimentos e técnicas necessárias para a produção e a preservação de aspectos da cultura tradicional ou popular.

Cada patrimônio vivo recebe do Governo do Estado uma bolsa mensal vitalícia e passa por diversos programas de ensino-aprendizagem, como oficinas, palestras e cursos com o propósito de transmitir seus saberes, processos fundamentais para a produção, manutenção e recriação de nossas manifestações culturais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Videos reportagem