.

.

Promotora de Nazaré da Mata fala sobre Matadouro Público e construção de moradias no Loteamento Edite de Moraes Countinho


Um laudo técnico realizado em 2012 pela Adagro – Agência de Defesa de Fiscalização Agropecuária de Pernambuco resultou em uma fiscalização no Matadouro  Público de Nazaré da Mata.

As irregularidades identificadas pela fiscalização, gerou uma ACP (Ação Civil Pública) no ano passado, deixando o matadouro público interditado por mais de 3 meses.

Em uma entrevista coletiva realizada esta semana  na Promotoria de Justiça de Nazaré da Mata, através do Ministério Público e a promotora Maria José de Holanda Queiroz, autora do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmada pela prefeitura  municipal com o Ministério referente as medidas para adequar o funcionamento do matadouro na cidade, foi feita uma exposição sobre o ajustamento do prazo para que algumas novas medidas possam ser cumpridas pela gestão municipal dentro do prazo estabelecido.

Na oportunidade a promotora também falou da visita in loco que fez ao matadouro , onde segundo ela, o mesmo se seguir as normas estabelecidas  tem condições de atender de forma satisfatória a população.
A promotora também fez uma abordagem sobre as recomendações e procedimentos propostos a prefeitura municipal referente a construção das moradias do Loteamento Edite de Moraes Coutinho, onde foi apresentada uma denúncia ao ministério público  que se tratava de uma construção irregular.


www.mp.pe.gov.br/index.pl/26022013_matadouro_nazar
www.mp.pe.gov.br/index.pl/26022013_lotes_nazare


 Entrevista com a promotora Maria José de Holanda

Videos reportagem